Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



HEAVE METAL(REVISTA)AS CAPA E O HISTORICO

Quinta-feira, 18.07.13


Heavy Metal (revista)
Heavy Metal é uma revista em quadrinhos para adultos, que usa temas como a ficção científica e fantasia para fundo das suas histórias. No meio da década de 70, o editor Leonard Mogel estava em Paris para lançar a edição Francesa da revista National Lampoon, ele descobriu a revista Francesa de ciência-fantasia Métal Hurlant que tinha sido lançada em Dezembro de19741 . A tradução do título literalmente é "metal rangente".


Mogel lançou a versão Americana, alterando o nome para Heavy Metal que começou nos E.U.A. em Abril de 1977 em papel especial (glossy) e full-color com tiragem mensal. Inicialmente, ela mostrava traduções das histórias originalmente publicadas na Métal Hurlant, includindo os trabalhos de Enki Bilal, Jean Giraud (mais conhecido como Moebius), Phillippe Druillet e Phillippe Caza. Mais tarde a revista apresentou trabalhos de Stefano Tamburini e o ultraviolento RanXerox de Tanino Liberatore.

O redatores fundadores da edição americana foram Sean Kelly e Valerie Marchant. O diretor de arte foi John Workman trazendo trabalhos de background da DC Comics e outros editores.Após dois anos, Mogel sentiu que a falta de material era constante, e em 1979, ele foi substituído por Kelly e Marchant autores de Ted White, que pretendia revitalizar a revista, ampliando os temas da ficção cientifica usando como base as histórias das revistas Amazing Stories e Fantastic (revista) entre 1968 e 1978. White e Workman imediatamente alteraram a aparência de Heavy Metal, incorporando mais histórias e textos de artistas americanos.




A principal solução de White para o problema era adicionar material com textos expressivos em colunas redigidas por quatro autoridades dos vários aspectos da cultura popular. Lou Stathis escrevia sobre rock e Jay Kinney falava sobre quadrinhos underground, enquanto Steve Brown revisava as novelas recentes da ficção cientifica e Bhob Stewart explorava a media visual dos filmes de fantasia, animações e show com raios laser.
Em 1980, Julie Simmons-Lynch tomou a redação, e sua inclinação era para material em texto fazendo da revista um mostruário para o mais conhecidos autores de ficção tais como Robert Silverberg e Harlan Ellison. Mais tarde, uma coluna intitulada "Dossier", apresentou pequenos pedaços das obra de uma grande variedades de autores, foram editados por Stathis e Brad Balfour. Havia também entrevistas com figuras da media como Roger Corman, Federico Fellini, John Sayles e John Waters (montador filmes). Em 1986, Heavy Metal tornou-se quadrimensal, e voltou a ser bi-mensal em 1989. Simmons-Lynch permaneceu como redatora até 1991 quando Kevin Eastman comprou a revista e se tornou ambos redator e editor.




Em 1981, um filme de animação foi adaptado das séries apresentadas na revista. Criando um rombo de US$9,300,000, Heavy Metal apresentando seguimentos animados de diversas empresas de animação, sendo que cada uma delas fez um segmento. Enquanto um dela fazia a sequencia que amarrou todas as diferentes histórias juntas. Como a revista, o filme apresentou um grande número de nudismo e violência gráfica, acabando com logo de pornografico. Por exemplo, seu segmento Den, ele não mostrou as espalhafatosas genitália do seu personagem impresso. O filme lançou talentos como John Candy, Eugene Levy, Harold Ramis e Ivan Reitman em Hollywood. Ele teve um razoável retorno no lançamento em cinema e mais tarde adquiriu o status de cult, parcialmente por causa um problema com os direitos da música que resultou uma demora de muitos anos para o filme se tornar disponível em vídeo.




Outro filme de animação alternativamente chamado de Heavy Metal 2000 e Heavy Metal: F.A.K.K.², como orçamento de $15,000,000, foi liberado em 2000 diretamente para o vídeo não era baseado nas histórias da revista, mas em vez disso no The Melting Pot, uma graphic novel escrita por Kevin Eastman e desenhada por Simon Bisley, que se baseou a aparência da protagonista na modelo pornográfica e em atrizes de filmes B, Julie Strain, a esposa de Kevin Eastman. Strain mais tarde usou seus talentos vocais no filme, caracterizando o personagem que lhe era similar. Também foi lançado um Video game, Heavy Metal: F.A.K.K.².
Heavy Metal' tem uma notável qualidade de desenhos. Trabalhos de grandes artistas como H.R. Giger que fez diversas capas. Terrance Lindall que ilustrou a versão do poema épico de Milton Paradise Lost editados pela revista em 1980 e considerado como a melhor retratação do poema feita no século 20. Muitas histórias foram apresentadas como segmentos em serie, por exemplo as histórias de Richard Corben e Matt Howarth.




Alguns criticos não apreciam o contexto demasiado violento de Heavy Metal e a sua pornografia e argumentam por banir a venda da mesma para proteger as menor de idade. A despeito de tais objeções, a venda de Heavy Metal não esta restrita a adultos nos U.S.A.. A revista atualmente é de propriedade de Kevin Eastman, co-criador de Teenage Mutant Ninja Turtles, que com seu sucesso em vendas em bancas e cinema permitiu a Eastman, o sonho de salvar a revista da ruína. A edições da revista francesa terminaram em 1987. Mas ressurgiram nos E.U.A. em Julho de 2002 sob o nome francês de Métal Hurlant, editada por Les Humanoïdes Associés.No artigo o "Novo movimento surrealista International" em março de 2006 na seção "Art & Antiques" da revista, os artistas da Heavy Metal são mencionados como a maior expressão do movimento.




Lista dos colaboradores da revista Heavy Metal 

Estatisticas 

Data de lançamento: 1977 - 2006
estatisticas Artistas
Richard Corben: 2
Philippe Druillet:
Bode:
Jean-Pierre Dionnet e Jean-Claude Gal: 2
Jean "Mœbius" Giraud:

Resumo de cada número  

Nr.
data
pagina
Artistas
Personagens Principais

Lançamento-
Brasil
1
Abril de 1977
*Capa - Jean-Michel Nicollet
  • p.03 - "Origins"
  • p.05-12 - "Den" - Richard Corben
  • p.13-15 - "Rut" - Philippe Druillet
  • p.16-27 - "Conquering Armies" - Jean-Pierre Dionnet e Jean-Claude Gal
  • p.29-36 - "The Adventures Of Yrris" - Philippe Druillet e Dominique "Alexis" Vallet
  • p.37-44 - "Arzach" - Jean "Mœbius" Giraud
  • p.45-54 - "Selenia" - Marre e Sergio Macedo
  • p.55-57, 78 - "The Sword Of Shannara" - Terry Brooks, Tim Hildebrandt, e Greg Hildebrandt
  • p.59-68 - "Traumwach: A Tale Of Romantic-Kitsch" - Mouchel, Pauline Pierson, e Alain Voss
  • p.69-76 - "Space Punks" - Jean-Claude Mézières
  • p.77, 84 - "1996" - Chantal Montellier
  • p.79-82 - "Age Of Ages: A Gothic Science-Fiction Trip To The Apocalypse" - Norman Rubington and Akbar Del Piombo
  • p.85-88 - "Sunpot" - Vaughn Bodé e Jack Adler
  • p.89-92 - "Sunpot: Chapter 1" - Vaughn Bodé e Jack Adler
  • p.93-96 - "Manipulation" - Roy
  • Capa posterior - Philippe Druillet

artigo de
teste




Personagens

Embora séries contínuas não sejam a premissa da revista, alguns personagens fizeram mais que uma aparição.


Den
Den ou Udimu foi um rei da I dinastia egípcia, habitualmente considerado como quarto soberano desta dinastia. Teria reinado cerca de 14 ou 20 anos, no século XXIX a. C.
Filho de Djet, assumiu o trono ainda criança, tendo a regência sido assumida por sua mãe Merneith.
Barbarella
Barbarella é uma série de história em quadrinhos para adultos, criada em 1962 pelo ilustrador e escritor francês Jean-Claude Forest.
Levada às telas de cinema pelo director Roger Vadim em 1968, Barbarella virou um filme cult extremamente popular e transformou a atriz norte-americana Jane Fonda, que a interpretou, no símbolo sexual da época1 .




Druuna
Druuna é o nome de uma personagem e série de ficção científica criada por Paolo Eleuteri Serpieri, lançado originalmente em quadrinhos na revista Heavy Metal1 .
Druuna é um Hq com belos traços, desenhos de anatomia humana feitos com perfeição e aos mínimos detalhes, cenário, enredo e história fantástica. A saga vai de 1985 até 2003, o Hq traz bastante ação e tensão e muito erotismo, com algumas cenas explícitas.
O enredo acontece em um futuro apocalíptico onde uma doença amedronta a todos, um vírus que transforma seres humanos em mutantes; o espírito de porco nos humanos reina, tanto humanos quanto mutantes são pervertidos e covardes, tudo que é de podre e desumano reina nesse ambiente mórbido. Druuna — que é a protagonista — se prostitui para conseguir antibióticos para ajudar seu namorado. Ela perambula pela cidade mórbida, passando por grandes perigos.
RanXerox
RanXerox, ou Ranx, é uma série de banda desenhada de ficção científica feita por Tanino Liberatore e Stefano Tamburini, dois artistas italianos que haviam trabalhado anteriormente em revistas como Cannibale e Frigidaire.
RanXerox é um andróide, construído com peças de uma máquina fotocopiadora.1 O Rosto de Ranx foi baseado principalmente no de um amigo de infância de Liberatore.

Tanino Liberatore também contribuiu para o álbum de Frank Zappa, "The Man from Utopia"; Zappa, na capa, tem uma forte semelhança com RanXerox.




E Lorna, de Azpiri
 













Contador de visitas
计数器
Contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 08:58








comentários recentes