Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CAPAS DE VAMPIRELLA EXEMPLARES UNICOS

Sexta-feira, 29.05.09






























CAPAS DE VAMPIRELLA EXEMPLARES UNICOS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:39

CAPAS DE VAMPIRELLA EXEMPLARES UNICOS

Sexta-feira, 29.05.09






























CAPAS DE VAMPIRELLA EXEMPLARES UNICOS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:39

CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 1996

Sexta-feira, 29.05.09















CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 1996

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:30

CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 1996

Sexta-feira, 29.05.09















CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 1996

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:30

CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 2005

Sexta-feira, 29.05.09







CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 2005

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:23

CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 2005

Sexta-feira, 29.05.09







CAPAS DA REVISTA VAMPIRELLA 2005

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:23

CAPAS DA VAMPIRELLA 2003-2005

Sexta-feira, 29.05.09


















































CAPAS DA VAMPIRELLA 2003-2005

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:01

CAPAS DA VAMPIRELLA 2003-2005

Sexta-feira, 29.05.09


















































CAPAS DA VAMPIRELLA 2003-2005

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:01

CAPAS DA VAMPIRELLA 2001-2003

Sexta-feira, 29.05.09



























CAPAS DA VAMPIRELLA 2001-2003

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:50

CAPAS DA VAMPIRELLA 2001-2003

Sexta-feira, 29.05.09



























CAPAS DA VAMPIRELLA 2001-2003

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:50

capas da revista vampirella 1994-1998

Sexta-feira, 29.05.09





























capas da revista vampirella 1994-1998

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:33

capas da revista vampirella 1994-1998

Sexta-feira, 29.05.09





























capas da revista vampirella 1994-1998

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:33

capas da revista vampirella 1992-1994 americana

Sexta-feira, 29.05.09








capas da revista vampirella 1992-1994 americana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:27

capas da revista vampirella 1992-1994 americana

Sexta-feira, 29.05.09








capas da revista vampirella 1992-1994 americana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:27

capas da revista vampirella 1997-2000 americana

Sexta-feira, 29.05.09













































capas da revista vampirella 1997-2000

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:03

capas da revista vampirella 1997-2000 americana

Sexta-feira, 29.05.09













































capas da revista vampirella 1997-2000

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 22:03

capas da revista vampirella 1995 americana

Sexta-feira, 29.05.09












Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 21:56

capas da revista vampirella 1995 americana

Sexta-feira, 29.05.09












Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 21:56

A HISTORIA DA VAMPIRELLA

Sexta-feira, 29.05.09



Vampirella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.Vampirella é uma personagem de banda desenhada criada por Forrest J. Ackerman em 1969, e que estreou na antiga editora norte-americana Warren, nas páginas de Creepy e Eerie e que posteriormente ganhou uma revista própria. Originalmente, ela é uma vampira extraterrestre de um planeta tendo dois sóis chamadoDrakulon (ou Draculon). Apesar de idealizador, Ackerman não a finalizou sozinho, tendo influência direta de outros nomes importantes como Trina Robbins e Frank Frazetta, que definiram a roupagem e o desenho original dela, respectivamente. Mas também teve outros artistas igualmente importantes como Tom Sutton, José Gonzales, Enrich, Sanjulian, Gonzalo Mayo e outros.


Vampirella no Brasil

No Brasil , infelizmente para os fãs , a morena de Drakulon quase nem existiu. As poucas aparições dela iniciaram se em 1973 numa revista da extinta editoraKultus, e era uma tradução direta da primeira revista solo da Vampirella, com poucas alterações como a “vampira de Dracuraria” quando o correto seria de"Drakulon"! Da segunda em diante, até a décima, as revistas foram publicadas pela editora Noblet, também extinta. O curioso é que sua numeração não tinha nada a ver com a numeração da original norte-americana, isso fez com que as edições ficassem confusas e está sem sentido. Isso porque apesar das histórias de cada edição ter começo e fim , o contexto geral do universo Vampirella mantido pela seqüência correta sumiu. Soma-se ainda que a publicação parou na décima e que resolveram colocar tiras “engraçadas” que na verdade eram grotescas, de mal gosto e que mais ridicularizava a personagem do que divertia. Mas recentemente ela teve algumas raras publicações, como a da editora Metal Pesado, que foram “Vampirella Edição Especial de 25 Aniversário” em Abril de 1998, dois anos depois do original, e “Vampirella Vs Pantha” em Agosto de 1998. Depois essa editora fechou. Em Outubro de 1998, a editora Abril lançou o crossover especial “Mulher-Gato Vampirella”. E por último tivemos uma edição muito especial em 2001 de “Vampirella Lives” lançado numa única revista bem acabada pela editora Devir de nome “Vampirella Vive”, apesar do original ser de 1996/1997. Um pouco antes dessa revista, a Devir lançou também numa tiragem limitada uma revista dela em estilo manga, desenhada por Kevin Lau, que posteriormente criou uma outra versão futurística da Vampirella com o nome de Vampi. Definitivamente o Brasil não é o melhor lugar para ser fã dela, mais mesmo assim, comparado com os anos 70, não é difícil saber sobre o atual universo dessa morena, principalmente com o advento da internet e aquisições dos originais importados pelas revistarias especializadas. Em meados de 1995 e 1996, com a febre dos “cards”, tivemos por aqui comercializadas as duas coleções de cards da Vampirella. A terceira dela, chamada “Blood Lust” exclusiva do desenhista Joe Jusk, também pode ser encontrada nessa época.

Um pouco mais da Vampirella original

Vampirella não foi criada por Forrest J. Ackerman ao acaso, ela foi feita por encomenda para James Warren, que animado com o sucesso de suas revistas comoCreepy, Eery e outros, buscava publicar uma revista de uma garota moderna com super-poderes, uma espécie de bruxa, já que ele estava também influênciado pelo sucesso de Barbarella Sabendo disso Ackerman pediu para James Warren a oportunidade de criar a tal personagem.Também influênciado por Barbarella e até, segundo ele mesmo, por Cinderella, idealizou Vampirella e seu mundo, onde nos rios fluiam sangue...Até o momento, Ackerman nunca tinha escrito nenhuma história em sua vida. Aceitando a idéia James Warren procurava alguém que a representasse no papel. Sabendo disso, o grande desenhista Frank Frazetta suplicou a James Warren que o deixase encarregado deste trabalho. Frank Frazetta recebeu a caracterização da personagem direto de Trina Robins. Já o nome "Vampirella" foi criado por Ackerman e enviado para Jim Warren, que o colocou numa lista com mais cinco nomes sujestivos, onde as pessoas que visitavam a editora puderam dar seu voto. Como o nome "Vampirella" foi o que mais agradou Jim Warren decidiu adotar o nome "Vampirella" definitivamente. Os super-poderes da Vampirellaoriginal eram se transformar num morcego, hipnotização, invisibilidade e uma certa força.
Algumas curiosidades: Na capa da primeira publicação de Vampirella da editora Kultus ela apareceu censurada, apresentando um traje a mais. Vampirella teve um filme de qualidade duvidosa em 1996 que quase ninguém viu. Forrest J. Ackerman já esteve no Brasil, e segundo ele mesmo aproveitou o vôo para idealizar Vampirella. Devido a um concurso de desenho realizado pela atual editora oficial da Vampirella , a Harris Comics, um desenhista campineiro quase teve honra de desenhar uma revista especial dela, mais infelizmente ele ficou em segundo lugar. E o mais interessante e que quase nenhum fã sabe, é que a Vampirella tinha uma irmã gêmea, chamada Draculina que teve apenas uma citação no esboço original, mas não teve desenvolvimento e a idéia foi esquecida e se perdeu no tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 21:46

A HISTORIA DA VAMPIRELLA

Sexta-feira, 29.05.09



Vampirella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.Vampirella é uma personagem de banda desenhada criada por Forrest J. Ackerman em 1969, e que estreou na antiga editora norte-americana Warren, nas páginas de Creepy e Eerie e que posteriormente ganhou uma revista própria. Originalmente, ela é uma vampira extraterrestre de um planeta tendo dois sóis chamadoDrakulon (ou Draculon). Apesar de idealizador, Ackerman não a finalizou sozinho, tendo influência direta de outros nomes importantes como Trina Robbins e Frank Frazetta, que definiram a roupagem e o desenho original dela, respectivamente. Mas também teve outros artistas igualmente importantes como Tom Sutton, José Gonzales, Enrich, Sanjulian, Gonzalo Mayo e outros.


Vampirella no Brasil

No Brasil , infelizmente para os fãs , a morena de Drakulon quase nem existiu. As poucas aparições dela iniciaram se em 1973 numa revista da extinta editoraKultus, e era uma tradução direta da primeira revista solo da Vampirella, com poucas alterações como a “vampira de Dracuraria” quando o correto seria de"Drakulon"! Da segunda em diante, até a décima, as revistas foram publicadas pela editora Noblet, também extinta. O curioso é que sua numeração não tinha nada a ver com a numeração da original norte-americana, isso fez com que as edições ficassem confusas e está sem sentido. Isso porque apesar das histórias de cada edição ter começo e fim , o contexto geral do universo Vampirella mantido pela seqüência correta sumiu. Soma-se ainda que a publicação parou na décima e que resolveram colocar tiras “engraçadas” que na verdade eram grotescas, de mal gosto e que mais ridicularizava a personagem do que divertia. Mas recentemente ela teve algumas raras publicações, como a da editora Metal Pesado, que foram “Vampirella Edição Especial de 25 Aniversário” em Abril de 1998, dois anos depois do original, e “Vampirella Vs Pantha” em Agosto de 1998. Depois essa editora fechou. Em Outubro de 1998, a editora Abril lançou o crossover especial “Mulher-Gato Vampirella”. E por último tivemos uma edição muito especial em 2001 de “Vampirella Lives” lançado numa única revista bem acabada pela editora Devir de nome “Vampirella Vive”, apesar do original ser de 1996/1997. Um pouco antes dessa revista, a Devir lançou também numa tiragem limitada uma revista dela em estilo manga, desenhada por Kevin Lau, que posteriormente criou uma outra versão futurística da Vampirella com o nome de Vampi. Definitivamente o Brasil não é o melhor lugar para ser fã dela, mais mesmo assim, comparado com os anos 70, não é difícil saber sobre o atual universo dessa morena, principalmente com o advento da internet e aquisições dos originais importados pelas revistarias especializadas. Em meados de 1995 e 1996, com a febre dos “cards”, tivemos por aqui comercializadas as duas coleções de cards da Vampirella. A terceira dela, chamada “Blood Lust” exclusiva do desenhista Joe Jusk, também pode ser encontrada nessa época.

Um pouco mais da Vampirella original

Vampirella não foi criada por Forrest J. Ackerman ao acaso, ela foi feita por encomenda para James Warren, que animado com o sucesso de suas revistas comoCreepy, Eery e outros, buscava publicar uma revista de uma garota moderna com super-poderes, uma espécie de bruxa, já que ele estava também influênciado pelo sucesso de Barbarella Sabendo disso Ackerman pediu para James Warren a oportunidade de criar a tal personagem.Também influênciado por Barbarella e até, segundo ele mesmo, por Cinderella, idealizou Vampirella e seu mundo, onde nos rios fluiam sangue...Até o momento, Ackerman nunca tinha escrito nenhuma história em sua vida. Aceitando a idéia James Warren procurava alguém que a representasse no papel. Sabendo disso, o grande desenhista Frank Frazetta suplicou a James Warren que o deixase encarregado deste trabalho. Frank Frazetta recebeu a caracterização da personagem direto de Trina Robins. Já o nome "Vampirella" foi criado por Ackerman e enviado para Jim Warren, que o colocou numa lista com mais cinco nomes sujestivos, onde as pessoas que visitavam a editora puderam dar seu voto. Como o nome "Vampirella" foi o que mais agradou Jim Warren decidiu adotar o nome "Vampirella" definitivamente. Os super-poderes da Vampirellaoriginal eram se transformar num morcego, hipnotização, invisibilidade e uma certa força.
Algumas curiosidades: Na capa da primeira publicação de Vampirella da editora Kultus ela apareceu censurada, apresentando um traje a mais. Vampirella teve um filme de qualidade duvidosa em 1996 que quase ninguém viu. Forrest J. Ackerman já esteve no Brasil, e segundo ele mesmo aproveitou o vôo para idealizar Vampirella. Devido a um concurso de desenho realizado pela atual editora oficial da Vampirella , a Harris Comics, um desenhista campineiro quase teve honra de desenhar uma revista especial dela, mais infelizmente ele ficou em segundo lugar. E o mais interessante e que quase nenhum fã sabe, é que a Vampirella tinha uma irmã gêmea, chamada Draculina que teve apenas uma citação no esboço original, mas não teve desenvolvimento e a idéia foi esquecida e se perdeu no tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 21:46

A HISTORIA DO PODEROSO PODEROSO THOR

Sexta-feira, 29.05.09





































Thor é um personagem de HQ presente no Universo Marvel, publicado pela Marvel Comics. Baseado no deus Thorda mitologia nórdica, ele foi criado por Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby, tendo Joe Sinnot participado como desenhista ajudante, não sendo creditado. Sua primeira aparição foi numa revista chamada Journey into Mystery #83, em 1962, nos E.U.A..
Quando O Poderoso Thor surgiu nos quadrinhos Marvel, os artistas se inspiraram nas lendas nórdicas, com seus deuses e ameaças tão fantásticas. Mas ele só foi retratado como o verdadeiro deus nórdico e não um humano com seus poderes, quando Lee assumiu os roteiros da personagem, que no início ficaram a cargo de seu irmão, Larry Lieber. Assim foi criado um dos mais poderosos membros dos Vingadores.
Em várias histórias Thor enfrenta divindades de outras mitologias. O confronto mais memorável foi quando combateuHércules, numa série de histórias de Lee/Kirby e que introduziram os deuses gregos no Universo Marvel. Também já enfrentou o deus egípcio Seth.

Origens

Filho de Odin, o Deus supremo de Asgard (o céu dos nórdicos) e de Jord, a deusa da Terra (Também chamada deMidgard), Thor é o príncipe de um outro mundo existente numa dimensão acima de Midgard, a Terra. Nesse mundo existem outros diversos reinos como por exemplo a terra dos gigantes de gelo e Valhalla, o lugar para onde vão osespíritos dos guerreiros que morrem em combate. Trata-se justamente de uma adaptação da mitologia nórdica, traduzida no Universo Marvel como apenas mais uma dimensão paralela.
Os nove mundos de Asgard são ligados pela Ponte do Arco-Íris (Bifrost), que é guardada por Heimdall, o eterno guardião da ponte. Thor possui um irmão adotivo chamado Loki, o traiçoeiro deus das trapaças e mentiras. Devido à sua má índole e à inveja que sente por Thor ser o filho mais querido de Odin, Loki está sempre a tramar a morte do irmão e a posse de Asgard.
Em sua juventude, Thor tinha comportamento arrogante e impulsivo e, em uma de suas aventuras, cometeu uma grave falta. Perseguindo um pássaro de pedra que causava muita destruição, acabou invadindo o reino dos Gigantes de Gelo e violou o tratado estabelecido por Odin. Para punir o filho e lhe ensinar a virtude que lhe faltava, este disse:
"Tu és o filho favorito de Odin! Além de valente e nobre, tua alma é imaculada! Mas ainda assim és incompleto! Não tens humildade! Para consegui-la deverás conhecer a fraqueza... sentir dor! E para isso necessitas deixar o Reino Dourado e despir-te de tua aparência divina! A Terra, lá aprenderás que ninguém pode ser verdadeiramente forte se, em realidade, não for humilde! Por um tempo não mais serás o Deus do Trovão! A tua memória também tirarei! Agora, vai! Uma nova vida te espera!".
Assim nasceu o Doutor Donald Blake, com as memórias de uma vida humana, sem saber quem era na verdade. Sendo um talentoso médico, porém manco de uma perna, Thor foi, pouco a pouco, aprendendo a lição da humildade até que seu destino se cumpriu.
Na primeira aventura de Thor como Donald Blake publicada pela Marvel, ele avistou uma nave espacial que trazia a bordo os seres conhecidos como Homens de Saturno. Ao fugir deles, entra na caverna e encontra o martelo mágico. Como curiosidade, os fãs observaram que os alienígenas tinham a mesma aparência de personagens de uma história anterior de Jack Kirby, na fase pré-Marvel. A trama tinha a ver com as misteriosas estátuas da Ilha de Páscoa, e os perfis dos alienígenas são bem semelhantes aos das cabeças dos monumentos (moais) erigidos pelos lendários nativos. Ao bater o cajado contra o chão, ele transformou-se no Poderoso Thor e em sua mão estava o fiel martelo mágico Mjolnir, que só podia ser levantado por Thor ou alguém de igual nobreza de alma. Aos poucos suas memórias retornaram, e quando encontrou Odin toda a verdade lhe foi revelada.
Assim, Midgard (a Terra) ganhou mais um poderoso defensor, pois a compaixão de Thor com os mortais e a ligação mística com sua mãe fez com que ele preferisse por várias vezes continuar em Midgard à retornar definitivamente à Asgard, mesmo recebendo punições de Odin (tais como a vez em que foi privado de metade de seus poderes).
Thor, na época em que estava "transmutado" em Don Blake era apaixonado pela sua enfermeira, Jane Foster, que todavia só estava interessada no deus nórdico. Para aproximar seu personagem da mitologia, Lee/Kirby fizeram com que Thor a levasse para Asgard, para se casar com ela, mas Odin mostrou que a garota não estava preparada para viver com os deuses. Thor acabou se convencendo disso e deixou Jane de lado, passando a namorar a deusa Sif. A partir daí,formou-se um triângulo amoroso envolvendo o casal e o melhor amigo de Thor, o valente deus Balder. As constantes ausências de Thor prejudicaram o relacionamento com Sif, fazendo com que a deusa se tornasse uma personagem secundária.
Atuando como ativo herói na Terra, Thor foi um dos fundadores da equipe dos Vingadores ao lado do Homem de Ferro, Homem-Formiga, Vespa e Hulk. Permanecendo na equipe por muitos anos, Thor se envolveu em inúmeras batalhas para defender os seres humanos, sendo mundialmente reconhecido como um herói de grande valor.
Na sua última saga, o Ragnarok é finalmente desencadeado por Loki e demais inimigos de Asgard. Todos os deuses morrem com exceção do próprio Loki(decapitado) e de Thor, possuidor de todos os poderes de Odin. Thor descobre que são apenas marionetes de seres ainda mais poderosos que eles próprios, "Aqueles que vivem nas sombras", que alimentam-se do ciclo contínuo de morte e renascimento dos deuses nórdicos.
Determinado a não permitir que isso continue, Thor rompe o padrão de morte e renascimento causando a morte definitiva dos orgulhosos deuses nórdicos.
Posteriormente seu martelo reaparece no oeste americano, sendo encontrado pelo

Poderes e habilidades

Thor é virtualmente um deus de outra realidade, possuindo vastos poderes (muitos autores consideram que ele mesmo impõe limites às suas habilidades quando se encontra na Terra, com medo de causar muita devastação). Desta maneira, possui força e velocidade sobre-humanas, além do dom da imortalidade. Também é capaz de controlar o tempo, gerando tempestades elétricas, além do martelo Mjolnir. Thor possui:
Vasta força física: Aparentemente, umas das maiores dos quadrinhos. Pode erguer milhões de toneladas, por exemplo. Com essa força, Thor já conseguiu: fazer um planeta tremer com uma martelada, romper cabos de adamantium(o metal mais resistente do Universo Marvel). Até hoje não houve nada que ele não tenha conseguido carregar, puxar, levantar, ou empurrar.
Vasta resistência física: Thor também possui umas das resistências mais altas no universo dos quadrinhos. Pode resistir aos rigores do espaço, às pressões dos oceanos, do núcleo terrestre, à temperaturas extremamente altas ou baixas. Possui também, alta resistência a ataques concussivos e energéticos.
Habilidade de combate e experiência:A vida do Thor estende-se por milênios, grande parte dela é marcada por combates contra gigantes de gelo, trolls, elfos negros, demônios, outros deuses e outras criaturas místicas. Além disso, para conqusitar a posse do seu martelo de Uru, o Mjolnir, Thor teve que passar por diversos e rigrosos testes para provar ser digno de empunhar o malho encantado.
Poderes climáticos:Thor é o deus do trovão e das tempestades. Ele comanda o clima onde, quando e como quiser. Já invocou tempestades e relâmpagos no espaço. Seus relâmpagos, por serem místicos, nunca erraram o alvo. Pode invocar a mais rigorosa das tempestades, e, em questão de segundos, inundar o local que desejar. Tais poderes podem tanto ser usados de maneira muito efetiva, visando causar dano, ou reparar/ evitar algum tipo de avariação à algo ou alguém.

Mjolnir

Odin criou para Thor a mais fiel e potente arma possível, o martelo Mjolnir, feito de um minério místico especial chamado Uru e forjado pelos anões de Asgard, os lendários ferreiros. Mjolnir é capaz de criar tempestades e furacões, gerar raios, abrir portais entre dimensões, desferir golpes poderosos, possibilitar que Thor voe, absorver qualquer tipo de energia, e relancá-la ampliada, ao girar o martelo, a incríveis velocidades, pode ser cirado um escudo intransponível, o martelo também pode criar campos de força, vórtex místicos, onde o tempo pára, além de possibilitar os mais diversos encantamentos misteriosos. De acordo com a magia colocada no martelo, somente aquele que fosse digno poderia erguê-lo.
Durante a fase que ainda tinha que viver como mortal, para permanecer como Thor, Don Blake não podia ficar sem a arma mística por mais de 1 minuto. Depois que recobrou sua memória, Thor não mais voltava a ser humano sem a sua vontade. Assim, o Deus do Trovão poderia ficar sem o martelo sem se desproteger, contando ainda com sua força e resistência descomunais, além da experiência de muitos séculos de batalhas.
O encantamento do martelo faz com que os inimigos de Thor nunca consigam se apossar da arma encantada, pois não são dignos de usá-la. Todavia, um nobreguerreiro alienígena chamado Bill Raio Beta, conseguiu tal proeza e após duelar com Thor, recebeu de Odin um outro martelo chamado Rompe Tormentas. Um segundo martelo seria dado a um humano, que se tornaria o super-herói Trovejante, uma versão mais fraca e humanizada do Poderoso Thor.

Identidade secreta

Em suas primeiras histórias, Thor tinha como identidade secreta, a do médico manco Dr. Donald Blake (como punição recebida de Odin, para que ele aprendesse o dom da humildade). Após evoluir como pessoa, ele foi abençoado por Odin e abandonou essa identidade. Anos depois, em um período de grande afinidade com Midgard, ele assumiu outra identidade secreta: a de um operário da construção civil.


os principais inimigos do thor






links relacionados

http://pt.wikipedia.org/wiki/EBAL
e aui vai uma coleçao de capas do thor publicados pela ebal 1969

do n01 -23

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 20:35

A HISTORIA DO PODEROSO PODEROSO THOR

Sexta-feira, 29.05.09





































Thor é um personagem de HQ presente no Universo Marvel, publicado pela Marvel Comics. Baseado no deus Thorda mitologia nórdica, ele foi criado por Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby, tendo Joe Sinnot participado como desenhista ajudante, não sendo creditado. Sua primeira aparição foi numa revista chamada Journey into Mystery #83, em 1962, nos E.U.A..
Quando O Poderoso Thor surgiu nos quadrinhos Marvel, os artistas se inspiraram nas lendas nórdicas, com seus deuses e ameaças tão fantásticas. Mas ele só foi retratado como o verdadeiro deus nórdico e não um humano com seus poderes, quando Lee assumiu os roteiros da personagem, que no início ficaram a cargo de seu irmão, Larry Lieber. Assim foi criado um dos mais poderosos membros dos Vingadores.
Em várias histórias Thor enfrenta divindades de outras mitologias. O confronto mais memorável foi quando combateuHércules, numa série de histórias de Lee/Kirby e que introduziram os deuses gregos no Universo Marvel. Também já enfrentou o deus egípcio Seth.

Origens

Filho de Odin, o Deus supremo de Asgard (o céu dos nórdicos) e de Jord, a deusa da Terra (Também chamada deMidgard), Thor é o príncipe de um outro mundo existente numa dimensão acima de Midgard, a Terra. Nesse mundo existem outros diversos reinos como por exemplo a terra dos gigantes de gelo e Valhalla, o lugar para onde vão osespíritos dos guerreiros que morrem em combate. Trata-se justamente de uma adaptação da mitologia nórdica, traduzida no Universo Marvel como apenas mais uma dimensão paralela.
Os nove mundos de Asgard são ligados pela Ponte do Arco-Íris (Bifrost), que é guardada por Heimdall, o eterno guardião da ponte. Thor possui um irmão adotivo chamado Loki, o traiçoeiro deus das trapaças e mentiras. Devido à sua má índole e à inveja que sente por Thor ser o filho mais querido de Odin, Loki está sempre a tramar a morte do irmão e a posse de Asgard.
Em sua juventude, Thor tinha comportamento arrogante e impulsivo e, em uma de suas aventuras, cometeu uma grave falta. Perseguindo um pássaro de pedra que causava muita destruição, acabou invadindo o reino dos Gigantes de Gelo e violou o tratado estabelecido por Odin. Para punir o filho e lhe ensinar a virtude que lhe faltava, este disse:
"Tu és o filho favorito de Odin! Além de valente e nobre, tua alma é imaculada! Mas ainda assim és incompleto! Não tens humildade! Para consegui-la deverás conhecer a fraqueza... sentir dor! E para isso necessitas deixar o Reino Dourado e despir-te de tua aparência divina! A Terra, lá aprenderás que ninguém pode ser verdadeiramente forte se, em realidade, não for humilde! Por um tempo não mais serás o Deus do Trovão! A tua memória também tirarei! Agora, vai! Uma nova vida te espera!".
Assim nasceu o Doutor Donald Blake, com as memórias de uma vida humana, sem saber quem era na verdade. Sendo um talentoso médico, porém manco de uma perna, Thor foi, pouco a pouco, aprendendo a lição da humildade até que seu destino se cumpriu.
Na primeira aventura de Thor como Donald Blake publicada pela Marvel, ele avistou uma nave espacial que trazia a bordo os seres conhecidos como Homens de Saturno. Ao fugir deles, entra na caverna e encontra o martelo mágico. Como curiosidade, os fãs observaram que os alienígenas tinham a mesma aparência de personagens de uma história anterior de Jack Kirby, na fase pré-Marvel. A trama tinha a ver com as misteriosas estátuas da Ilha de Páscoa, e os perfis dos alienígenas são bem semelhantes aos das cabeças dos monumentos (moais) erigidos pelos lendários nativos. Ao bater o cajado contra o chão, ele transformou-se no Poderoso Thor e em sua mão estava o fiel martelo mágico Mjolnir, que só podia ser levantado por Thor ou alguém de igual nobreza de alma. Aos poucos suas memórias retornaram, e quando encontrou Odin toda a verdade lhe foi revelada.
Assim, Midgard (a Terra) ganhou mais um poderoso defensor, pois a compaixão de Thor com os mortais e a ligação mística com sua mãe fez com que ele preferisse por várias vezes continuar em Midgard à retornar definitivamente à Asgard, mesmo recebendo punições de Odin (tais como a vez em que foi privado de metade de seus poderes).
Thor, na época em que estava "transmutado" em Don Blake era apaixonado pela sua enfermeira, Jane Foster, que todavia só estava interessada no deus nórdico. Para aproximar seu personagem da mitologia, Lee/Kirby fizeram com que Thor a levasse para Asgard, para se casar com ela, mas Odin mostrou que a garota não estava preparada para viver com os deuses. Thor acabou se convencendo disso e deixou Jane de lado, passando a namorar a deusa Sif. A partir daí,formou-se um triângulo amoroso envolvendo o casal e o melhor amigo de Thor, o valente deus Balder. As constantes ausências de Thor prejudicaram o relacionamento com Sif, fazendo com que a deusa se tornasse uma personagem secundária.
Atuando como ativo herói na Terra, Thor foi um dos fundadores da equipe dos Vingadores ao lado do Homem de Ferro, Homem-Formiga, Vespa e Hulk. Permanecendo na equipe por muitos anos, Thor se envolveu em inúmeras batalhas para defender os seres humanos, sendo mundialmente reconhecido como um herói de grande valor.
Na sua última saga, o Ragnarok é finalmente desencadeado por Loki e demais inimigos de Asgard. Todos os deuses morrem com exceção do próprio Loki(decapitado) e de Thor, possuidor de todos os poderes de Odin. Thor descobre que são apenas marionetes de seres ainda mais poderosos que eles próprios, "Aqueles que vivem nas sombras", que alimentam-se do ciclo contínuo de morte e renascimento dos deuses nórdicos.
Determinado a não permitir que isso continue, Thor rompe o padrão de morte e renascimento causando a morte definitiva dos orgulhosos deuses nórdicos.
Posteriormente seu martelo reaparece no oeste americano, sendo encontrado pelo

Poderes e habilidades

Thor é virtualmente um deus de outra realidade, possuindo vastos poderes (muitos autores consideram que ele mesmo impõe limites às suas habilidades quando se encontra na Terra, com medo de causar muita devastação). Desta maneira, possui força e velocidade sobre-humanas, além do dom da imortalidade. Também é capaz de controlar o tempo, gerando tempestades elétricas, além do martelo Mjolnir. Thor possui:
Vasta força física: Aparentemente, umas das maiores dos quadrinhos. Pode erguer milhões de toneladas, por exemplo. Com essa força, Thor já conseguiu: fazer um planeta tremer com uma martelada, romper cabos de adamantium(o metal mais resistente do Universo Marvel). Até hoje não houve nada que ele não tenha conseguido carregar, puxar, levantar, ou empurrar.
Vasta resistência física: Thor também possui umas das resistências mais altas no universo dos quadrinhos. Pode resistir aos rigores do espaço, às pressões dos oceanos, do núcleo terrestre, à temperaturas extremamente altas ou baixas. Possui também, alta resistência a ataques concussivos e energéticos.
Habilidade de combate e experiência:A vida do Thor estende-se por milênios, grande parte dela é marcada por combates contra gigantes de gelo, trolls, elfos negros, demônios, outros deuses e outras criaturas místicas. Além disso, para conqusitar a posse do seu martelo de Uru, o Mjolnir, Thor teve que passar por diversos e rigrosos testes para provar ser digno de empunhar o malho encantado.
Poderes climáticos:Thor é o deus do trovão e das tempestades. Ele comanda o clima onde, quando e como quiser. Já invocou tempestades e relâmpagos no espaço. Seus relâmpagos, por serem místicos, nunca erraram o alvo. Pode invocar a mais rigorosa das tempestades, e, em questão de segundos, inundar o local que desejar. Tais poderes podem tanto ser usados de maneira muito efetiva, visando causar dano, ou reparar/ evitar algum tipo de avariação à algo ou alguém.

Mjolnir

Odin criou para Thor a mais fiel e potente arma possível, o martelo Mjolnir, feito de um minério místico especial chamado Uru e forjado pelos anões de Asgard, os lendários ferreiros. Mjolnir é capaz de criar tempestades e furacões, gerar raios, abrir portais entre dimensões, desferir golpes poderosos, possibilitar que Thor voe, absorver qualquer tipo de energia, e relancá-la ampliada, ao girar o martelo, a incríveis velocidades, pode ser cirado um escudo intransponível, o martelo também pode criar campos de força, vórtex místicos, onde o tempo pára, além de possibilitar os mais diversos encantamentos misteriosos. De acordo com a magia colocada no martelo, somente aquele que fosse digno poderia erguê-lo.
Durante a fase que ainda tinha que viver como mortal, para permanecer como Thor, Don Blake não podia ficar sem a arma mística por mais de 1 minuto. Depois que recobrou sua memória, Thor não mais voltava a ser humano sem a sua vontade. Assim, o Deus do Trovão poderia ficar sem o martelo sem se desproteger, contando ainda com sua força e resistência descomunais, além da experiência de muitos séculos de batalhas.
O encantamento do martelo faz com que os inimigos de Thor nunca consigam se apossar da arma encantada, pois não são dignos de usá-la. Todavia, um nobreguerreiro alienígena chamado Bill Raio Beta, conseguiu tal proeza e após duelar com Thor, recebeu de Odin um outro martelo chamado Rompe Tormentas. Um segundo martelo seria dado a um humano, que se tornaria o super-herói Trovejante, uma versão mais fraca e humanizada do Poderoso Thor.

Identidade secreta

Em suas primeiras histórias, Thor tinha como identidade secreta, a do médico manco Dr. Donald Blake (como punição recebida de Odin, para que ele aprendesse o dom da humildade). Após evoluir como pessoa, ele foi abençoado por Odin e abandonou essa identidade. Anos depois, em um período de grande afinidade com Midgard, ele assumiu outra identidade secreta: a de um operário da construção civil.


os principais inimigos do thor






links relacionados

http://pt.wikipedia.org/wiki/EBAL
e aui vai uma coleçao de capas do thor publicados pela ebal 1969

do n01 -23

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 20:35