Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



biografia Lev Yashin melhor (goleiro) do mundo

Segunda-feira, 10.09.12

     Lev Yashin(goleiro)
Lev Ivanovich Yashin OL - em russoЛев Иванович Яшин (Moscou22 de outubro de 1929 — Moscou20 de março de 1990) - foi um goleirosoviético.
.
Era conhecido pela alcunha de Aranha Negra na América do Sul, ou Pantera Negra na Europa, devido ao seu uniforme todo preto. Único goleiro até hoje a ganhar a Bola de Ouro da France Football, prêmio para o melhor jogador da Europa, em 1963. Quando se aposentou, em jogo-despedida de 1971, a FIFA resolveu homenageá-lo com uma medalha de ouro especial, por sua extraordinária contribuição ao esporte. Foi um entre tantos reconhecimentos que recebeu durante e após a vida, sendo popularmente considerado o melhor goleiro do século XX.
Mesmo que Yashin, por ironia, jamais tenha sido eleito o melhor goleiro em uma Copa do Mundo, a FIFA voltou a homenagear-lhe, em 1994, quatro anos após sua morte, batizando com seu nome o prêmio dado oficialmente ao melhor goleiro de uma Copa. O troféu Lev Yashin seria posteriormente renomeado para Luva de Ouro
.


                                                                                                           Pioneirismo na Europa

Começou sua carreira como goleiro de hóquei no gelo na equipe de fábrica de ferramentas onde trabalhava em plena Segunda Guerra Mundial e aos catorze anos decidiu atuar como goleiro de futebol.
Segundo a lenda, Yashin defendeu 150 pênaltis na carreira e não levou gol em 270 jogos. Inspirado no goleiro búlgaro Apostol Sokolov, em excursão deste em 1949 na URSS, deixou de restringir à pequena área, portando-se virtualmente como um líbero  Desta forma, cortava cruzamentos altos, tomava as bolas nos pés dos atacantes e bloquear-lhe os ângulos.
Yashin também prezava pela antevisão dos lances adversários, antecipando de suas observações o movimento de defesa.  Aprimorando a idéia do búlgaro, espalharia pela Europa a noção de um goleiro avançado em relação à sua área.

        Dínamo
Yashin defendeu o Dínamo de Moscou por toda a sua carreira de 22 anos, onde ingressou em 1949. O início não foi fácil, sendo gafes comum. Foi ganhar a posição em 1953, ficando até 1958 sem tomar um unico gol. Naquele ano, ele, um fã de hóquei no gelo, decidiu recusar uma convocação da Seleção Soviética de Hóquei para concentrar-se no futebol. 
Sua era de ouro com o Dínamo iniciaria-se no ano seguinte, conquistando seu primeiro campeonato soviético pelo clube. Venceria a Liga outras quatro vezes (1955, 1957, 1959 e 1963). Foi também três vezes campeão da Copa da URSS (em 1953, 1967 e 1970). Entretanto, seus outros feitos no Dínamo são difíceis de se apurar com rigor, pois os melhores momentos de Yashin no clube foram nos mais fechados tempos de comunismo na Guerra Fria.
Ainda assim, no ano em que ganhou seu quarto título soviético, foi eleito o melhor jogador da Europa pela France Football, que entregou a Bola de Ouro a ele e não a Gianni Rivera, principal nome do campeão europeu daquele ano (o Milan). Yashin despediu-se em 1971, após ganhar no final do ano anterior a Copa de URSS.
O Dínamo, embora tenha sido vice-campeão da Recopa Europeia em 1972, não soube repor a liderança, respeito e carisma de sua maior estrela, entrando em decadência: quem passou a disputar os troféus soviéticos com o rival Spartak Moscou foi outro Dínamo, o de Kiev. O de Moscou ficaria atrás dos dois na tabela dos maiores vencedores do campeonato soviético e a carência de títulos prosseguiria nos tempos pós-URSS: é a única grande equipe que ainda não ganhou o campeonato russo, ficando atrás do Spartak, dos também moscovitas CSKA e Lokomotiv e até de equipes menores, como o Zenit São Petersburgo, Rubin Kazan e Alania Vladikavkaz
.

       Seleção

Pela Seleção Soviética jogou as Copas do Mundo de 1958, 1962, 1966 e 1970, sendo o único jogador do país a ter ido a quatro Copas, embora tenha jogado apenas as três primeiras; na última, quando já tinha 40 anos, foi como reserva de Anzor Kavazashvili, seu suplente no mundial de 1966 - na Copa em que Yashin ajudou a levar sua equipe ao quarto lugar, a melhor colocação do país na história do torneio.
Pelo fato de a Seleção render mais imagem internacional do que o Dínamo, boa parte do mito em torno de Yashin deve-se às suas exibições pela União Soviética, notadamente as realizadas nas Copas. Ele também conseguiu duas das três premiações soviéticas no futebol em seleções principais: a medalha de ouro nas Olimpíadas de 1956 e na Eurocopa 1960.

     Ascensão
Carismático, era o modelo de pessoa para os dirigentes do Partido Comunista, do qual era membro. Já não era um estranho para o mundo do futebol quando conseguiu o ouro olímpico nos Jogos de 1956, mas só alcançou grande fama internacional após a Copa de 1958. No segundo jogo da primeira fase, contra a Áustria, terceira colocada na Copa anterior, demonstrou pela primeira vez ao Ocidente uma de suas principais habilidades características: defendeu um pênalti sem dar rebote, e os soviéticos terminaram vencendo por 2 x 0.
Mesmo no pandemônio que tomou conta da defesa soviética no jogo seguinte, quando foi a primeira do mundo a enfrentar juntamente Pelé e Garrincha, o goleiro salvou-se, levando apenas dois gols   - os mesmos adversários posteriormente marcariam cinco contra a mais respeitada França e a anfitriã Suécia. Após o jogo contra os brasileiros, a URSS teve de jogar um play-off contra a Inglaterra para decidir a vaga para os mata-matas.
Yashin foi a grande figura do jogo ao segurar a pressão inglesa após o gol soviético, o único da partida. Seria este desempenho, precisamente, que o começaria a celebrizá-lo entre os inventores do futebol e os ocidentais em geral.  Todavia, o jogo extra cansou os soviéticos, que não tiveram muita força para deter a anfitriã Suécia na próxima partida, pelas quartas-de-final.
Dois anos depois, realizou-se a primeira Eurocopa. A União Soviética conseguiu um lugar entre as quatro seleções que decidiram em Paris a fase final do torneio. E a Eurocopa 1960 terminaria nas mãos dos vermelhos após trabalhosa vitória na prorrogação contra a Iugoslávia: o adversário atacou mais, Yashin defendeu muito e os soviéticos conseguiram os dois gols da vitória de virada em contra-ataques, fazendo os adversários perderem a cabeça: Viktor Ponedelnik, o autor do gol do título, saiu da partida direto para um hospital, com suspeita de fratura na costela, e o meia Igor Chislenko levou doze pontos em corte no supercílio.

   Reputação em dúvida
A participação na Copa seguinte foi garantida muito por conta do goleiro, fundamental para a classificação, em confronto direto contra a Turquia em Istambul; sua experiência e frieza foram fundamentais para segurar o selecionado soviético após os turcos empatarem a partida seis minutos após o gol da URSS, que tinha a vantagem do empate e sofreu pressão até os cinco minutos do fim, quando conseguiu marcar seu segundo gol e vencer o jogo. 
Porém, sua imagem após o torneio ficou apagada: o país foi eliminado novamente nas quartas-de-final pelos anfitriões, agora os chilenos. Desta vez, por duas falhas individuais do arqueiro: na primeira, esperando uma cobrança de falta adversária em dois toques - o que não seria o caso - pois o lance que a originara tinha sido uma obstrução, não se mexeu e a bola entrou em seu ângulo esquerdo.  A outra ocorreu apenas um minuto depois do gol de empate soviético, em que ele chegou atrasado em um chute rasteiro de fora da área.
Apesar da boa estreia contra a Iugoslávia, onde os lances da URSS bons (os dois gols e as defesas de seu goleiro) e ruins (a fratura de Yeduard Dubins'kyi em meio à violência adversária) foram bastante similares às da decisão da Eurocopa dois anos antes,  seu mito chegara já um pouco abalado no jogo contra o Chile, piorando após a derrota para os donos da casa. A razão desse desgaste foi uma partida na primeira fase contra outros sul-americanos, os colombianos. A União Soviética vencia por 4 x 1, os três primeiros gols obtidos em três minutos no primeiro tempo. Aos 22 minutos do segundo tempo, a Colômbia conseguiu um gol olímpico que passou entre a trave e o defensor Givi Chokheli, originando discussões que destabilizaram todo o time soviético, que em dez minutos permitiu o empate em 4 x 4,[  o que o obrigou a se submeter novamente a um play-off, agora contra o Uruguai (vencido por 2 x 1)
.

  A volta do Aranha Negra
Ainda assim, o goleiro manteve respeito o suficiente para ser o escolhido para defender no ano seguinte o gol da seleção do Resto do Mundo que enfrentou a Inglaterra em partida que celebrou o centenário da Football Association. 1963 também marcou-lhe a entrega da Bola de Ouro, o que fez dele o primeiro (e, até hoje, único) goleiro a receber a prestigiada premiação da France Football como melhor jogador da Europa. Um ano depois, o prestígio renovou-se um pouco com a URSS novamente alcançando o final da Eurocopa, na segunda edição do torneio. Porém, a Eurocopa 1964 acabaria ficando com a anfitriã Espanha. No mesmo ano, realizaram-se as Olimpíadas de 1964 e, apesar de favorito para vencer no futebol, o país não participou.
Veio a Copa do Mundo de 1966 e Yashin ainda amargava as lembranças de 1962, mesmo com a classificação para o mundial obtida sem maiores problemas. Na primeira fase, só foi titular na vitória contra a Itália. Já com 37 anos, foi poupado do jogo contra a Coreia do Norte, a estreia,  e contra o Chile, pois os soviéticos já estavam classificados,  dando seu lugar ao reserva Anzor Kavazashvili. Nas quartas-de-final,contra a Hungria, voltou ao gol e a angariar imponência, ao ser o personagem do jogo, fazendo meia dúzia de defesas antológicas.   A União Soviética caiu na partida seguinte, a semifinal contra a Alemanha Ocidental, e perderia também o terceiro lugar para Portugal, mas o goleiro voltara a ser o Aranha Negra.
A URSS novamente ficou entre as quatro primeiras na Eurocopa 1968, mas com uma frustração: perdeu a vaga na final no cara e coroa, após empate sem gols contra a Itália, que terminaria campeã - a disputa por pênaltis ainda não era adotada para desempatar prorrogações e o jogo-desempate já não era mais adotado. Paralelamente, Yashin, à beira dos quarenta anos e da aposentadoria, cedia de vez o gol para seu suplente Kavazashvili. O lendário goleiro foi à Copa do Mundo de 1970, mas como reserva do georgiano, não jogando nenhuma partida.
No ano seguinte, despediu-se de vez do futebol. Falta de magia ou não, quando despediu-se de mundiais, a União Soviética demoraria 12 anos para voltar a um
.


    Após parar

Ele se aposentou com 42 anos, em 1971, passando a treinar equipes juvenis e trabalhar como professor de educação física, além de ter participado das comissões técnicas do Dínamo e da seleção. Em 1984 teve de amputar uma perna devido a um problema circulatório. Dois anos depois, teve um AVC.  Morreu em 1990, por causa de um câncer de estômago, no ano anterior à desintegração do país em que nasceu.
Em uma eleição realizada em 1998 pela Fifa, Yashin foi escolhido o goleiro do século XX. Posteriormente, em 2004, foi eleito o melhor jogador russo dos 50 anos da UEFA, nos Prêmios do Jubileu da entidade
.

      Curiosidades

Por causa de sua má fase inicial do Dínamo, em que ficou no banco de reservas por um período, considerou por um tempo a possibilidade de se tornar jogador de hóquei sobre o gelo.
A frieza de Yashin no gol se manteve intacta durante toda sua carreira. Graças a um ritual pouco comum em que ele se submetia antes de jogos importantes. Nessas ocasiões, o goleiro sempre fumava um cigarro "para acalmar os nervos" e tomava uma vodca "para tonificar os músculos". 
A importância do futebol para o Aranha Negra ficou evidenciada em uma referência que fez a uma das maiores conquistas da história da humanidade, Yashin disse: "A alegria de ver Yuri Gagarin no espaço só é superada pela alegria de uma boa defesa de um pênalti".
Fã do futebol brasileiro e do goleiro Gilmar,[18] em 1965 obteve licença de seu governo para visitar o Brasil, escolhendo o Rio de Janeiro. Passava as manhãs na praia e às tardes treinava os goleiros do Flamengo, onde também mantinha a forma.

        Estatísticas

812 jogos na carreira
326 jogos pelo Dínamo de Moscou na liga soviética
78 jogos pela seleção nacional soviética
150 pênaltis defendidos
270 jogos sem levar gol

       Prêmios e homenagens

Melhor jogador da Europa em 1963 - Prêmio Ballon d'or (até hoje foi o único goleiro a ganhar tal honraria)
Em 1968 foi condecorado com a Ordem de Lenin por sua vitoriosa carreira de grande esportista soviético.
Lev Yashin é considerado como o melhor goleiro da história das Copas do Mundo. Por isso o troféu da FIFA dado ao melhor goleiro do campeonato, que foi entregue pela primeira vez em 1994, leva o seu nome em reconhecimento a seu magnífico trabalho.
Em 27 de dezembro de 1999 foi eleito como o melhor esportista russo do século XX, pelos jornalistas esportivos do seu país.
Em 2004, foi eleito o melhor jogador russo dos 50 anos da UEFA, nos Prêmios do Jubileu da entidade.
Eleito o goleiro da Seleção de Futebol do Século XX
.

Títulos

Campeonato Soviético (1954, 1955, 1957, 1959 e 1963)
Copa da URSS (1953, 1967 e 1970)
Medalha de Ouro nas Olimpíadas de 1956
Eurocopa 1960
Ficheiro:Grave-yashin.jpg
Túmulo de Yashin

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:50

biografia Hipócrates (pai da medicina)

Segunda-feira, 10.09.12

         Hipócrates de Cós ou Hipócrates de Cós ( do grego :.. ?ppἹπποκράτης; ; Hipócrates, c 460 aC - c 370 aC) foi um antigo grego médico da Idade de Péricles (Grécia Clássica), e é considerado uma das figuras mais proeminentes na a história da medicina . Ele é conhecido como o pai da medicina ocidental   em reconhecimento de suas contribuições duradouras para o campo como o fundador da Escola de Medicina de Hipócrates. Esta escola intelectual revolucionou a medicina na Grécia antiga , estabelecendo-a como uma disciplina distinta de outras áreas, que tinha sido tradicionalmente associados (nomeadamente teurgia e filosofia ), estabelecendo assim a medicina como profissão. 
No entanto, as conquistas dos autores do Corpus , os praticantes da medicina hipocrática, e as ações do próprio Hipócrates são muitas vezes misturados;, portanto, muito pouco se sabe sobre o que realmente pensava Hipócrates, escreveu e fez. Hipócrates é comumente retratado como o paradigma do médico antigo, exemplo, criou o Juramento de Hipócrates , ainda relevantes e em uso hoje. Ele também é creditado com muito avanço do estudo sistemático da medicina clínica , resumindo o conhecimento médico das escolas anteriores, e práticas de prescrição para os médicos através do Corpus Hipocrático e outras obras. 

Grécia

  Biografia

Os historiadores concordam que Hipócrates nasceu por volta de 460 anos aC na Grécia ilha de Kos (Cos), e se tornou um embaixador famoso por remédio contra a infra-estrutura forte oposição da Grécia. Para esta oposição que ele sofreu uma pena de prisão de vinte anos, durante o qual ele escreveu bem conhecidos trabalhos médicos, como o corpo Complicated, abrangendo muitas das coisas que sabemos ser verdade hoje. Outras informações biográficas, no entanto, é provável que seja infiel (ver Legends ).  
Sorano de Éfeso , uma segunda-grego do século ginecologista ,  foi o primeiro biógrafo de Hipócrates e é a fonte de mais informações pessoais sobre ele. Informações sobre Hipócrates também podem ser encontradas nos escritos de Aristóteles , que datam do século 4 aC, no Suda do século 10, e nas obras de John Tzetzes , que datam do século 12.  
Sorano escreveu que o pai de Hipócrates foi Heraclides, um médico, e sua mãe era Praxitela, filha de Tizane. Os dois filhos de Hipócrates, Tessalo e Draco , e seu filho-de-lei, Políbio , foram seus alunos. De acordo com Galeno , um médico mais tarde, Políbio era verdadeiro sucessor de Hipócrates, enquanto Tessalo e Draco cada um tinha um filho chamado Hipócrates .  
Sorano disse que aprendeu medicina Hipócrates de seu pai e avô, e estudou outros assuntos com Demócrito e Górgias . Hipócrates foi provavelmente formado na Asklepieion de Kos , e tomou lições do trácio médico Herodicus de Selymbria . A única menção contemporânea de Hipócrates é em Platão diálogo 's Protágoras , onde Platão descreve Hipócrates como "Hipócrates de Cós, o Asclepiad ".  Hipócrates ensinou e praticou medicina durante toda a sua vida, viajando pelo menos tanto quanto Tessália , Trácia , eo Mar de Mármara .   várias contas diferentes da sua morte existe. Ele provavelmente morreu em Larissa , na idade de 83, 85 ou 90 anos, embora alguns dizem que ele viveu para ser bem mais de 100.

  Hipócrates e sua teoria

Hipócrates é creditado como sendo a primeira pessoa a acreditar que as doenças eram causadas naturalmente, não por causa de superstição e deuses. Hipócrates foi creditado pelos discípulos de Pitágoras de aliar filosofia e medicina.  Ele separou a disciplina de medicina da religião, acreditando e argumentando que a doença não era um castigo infligido pelos deuses , mas sim o produto de fatores ambientais, dieta, e hábitos de vida. Na verdade não há uma única menção de uma doença mística na totalidade do Corpus hipocrático. No entanto, Hipócrates fez um trabalho com muitas convicções que foram baseadas no que é agora conhecido por ser incorreta a anatomia e fisiologia , como humorismo .   
Antigas escolas gregas de medicina foram divididos (no Knidian e Koan) sobre como lidar com a doença. O Knidian escola de medicina focada no diagnóstico. Medicina na época de Hipócrates não sabia quase nada de anatomia e fisiologia humana por causa do grego tabu proibindo a dissecação de seres humanos. A escola Knidian consequentemente não conseguiu distinguir quando uma doença causada série possível muitos dos sintomas.  A escola de Hipócrates ou Koan escola alcançou maior sucesso, aplicando gerais diagnósticos e tratamentos passivos. Seu foco era o atendimento ao paciente e prognóstico , e não o diagnóstico . Poderia tratar eficazmente doenças e permitiu um grande desenvolvimento na prática clínica.

Medicina hipocrática e sua filosofia estão muito longe de que a medicina moderna. Agora, o médico concentra-se em diagnóstico e tratamento específicos especializado, ambos os quais foram abraçado pela escola Knidian. Essa mudança de pensamento médico desde o primeiro dia de Hipócrates tem causado sérias críticas ao longo dos últimos dois milênios, com a passividade de Hipócrates tratamento ser objecto de denúncias particularmente fortes, por exemplo, o francês médico MS Houdart chamado de tratamento de Hipócrates uma meditação "sobre a morte ".

(É, portanto, no que diz respeito divina nem mais sagrada do que outras doenças, mas tem uma causa natural da origem como outras afecções. Homens em conta a sua natureza e da causa como divino da ignorância e da maravilha ..."
Na Doença Sagrada )

  humorismo e crise

Outro conceito importante na medicina hipocrática era a de uma crise, um ponto da progressão da doença em que a doença ou iria começar a vencer eo paciente iria sucumbir à morte, ou o contrário iria ocorrer e os processos naturais a tornar o paciente recuperar. Depois de uma crise, uma recaída pode seguir, e em seguida, uma outra crise de decidir. De acordo com esta doutrina, as crises tendem a ocorrer em dias críticos, que deveriam ser um tempo fixo após a contração de uma doença. Se ocorreu uma crise em um dia longe de um dia crítico, uma recaída pode ser esperado. Galeno acreditava que essa idéia se originou com Hipócrates, embora seja possível que antecedeu ele.  

Medicina hipocrática era humilde e passiva. A abordagem terapêutica foi baseada em "o poder de cura da natureza" (" vis medicatrix naturae ", em latim ). De acordo com esta doutrina, o corpo contém dentro de si o poder de re-equilibrar os quatro humores e curar a si mesmo (physis).   Hipócrates terapia focada em simplesmente facilitando este processo natural. Para este fim, Hipócrates acreditava "repouso e imobilização [eram] de importância capital".   Em geral, a medicina hipocrática era muito bom para o paciente, o tratamento foi suave, e enfatizou manter o paciente limpo e esterilizado. Por exemplo, apenas água limpa ou vinho nunca foram utilizado em feridas, embora o tratamento "seco" era preferível. Calmantes bálsamos às vezes eram empregados. 

Hipócrates foi relutante para administrar drogas e envolver-se em tratamento especializado que pode vir a ser mal escolhido;. Terapia generalizada seguido de um diagnóstico generalizado  . Entretanto, drogas potentes foram usados ??em certas ocasiões  Esta abordagem passiva era muito bem sucedida no tratamento de doenças relativamente simples, tais como ossos partidos que exigiam tracção para esticar o sistema esquelético e aliviar a pressão sobre a área lesada. O banco hipocrático e outros dispositivos foram utilizados para este fim.
Um dos pontos fortes da medicina hipocrática foi sua ênfase no prognóstico . Na época de Hipócrates, a terapia medicinal era muito imatura, e, muitas vezes, a melhor coisa que os médicos podiam fazer era avaliar uma doença e prever sua evolução provável com base em dados recolhidos nas histórias de caso detalhados. 

   Profissionalismo

Medicina hipocrática foi notável por seu profissionalismo rigoroso, disciplina e prática rigorosa.   O trabalho de Hipócrates sobre o médico recomenda que os médicos sempre bem-kempt, honesto, calmo, compreensivo, e sério. O médico Hipócrates dado especial atenção a todos os aspectos de sua prática: ele seguiu especificações detalhadas para, "a iluminação, o pessoal, os instrumentos, o posicionamento do paciente e técnicas de bandagem e talas" na antiga sala de cirurgia .  Ele mesmo guardou suas unhas a um comprimento preciso.  
A Escola de Hipócrates deu importância às doutrinas clínicas de observação e documentação. Estas doutrinas ditam que os médicos registrar suas descobertas e seus métodos medicinais de uma forma muito clara e objetiva, para que esses registros podem ser transmitidos e empregados por outros médicos. [12] Hipócrates feito nota, cuidado regular de vários sintomas, incluindo pele, pulso , febre, dores, movimento, e excreções. [30] Ele disse ter medido o pulso de um paciente quando fazer a anamnese para saber se o paciente mentiu.   Hipócrates estendido observações clínicas para a história da família e do meio ambiente.  "Para ele, a medicina deve a arte de exame clínico e observação". [19] Por esta razão, ele pode ser mais apropriadamente denominado como o "Pai da Medicina". 

     As contribuições directas para a medicina

ipócrates e seus seguidores foram os primeiros a descrever muitas doenças e condições médicas. Ele é dado o crédito para a primeira descrição de bater dos dedos, um sinal importante para o diagnóstico de doença pulmonar crônica supurativa, câncer de pulmão e doença cardíaca cianótica . Por esta razão, baqueteamento digital são muitas vezes referidos como "dedos hipocráticos".   Hipócrates foi também o primeiro médico a descrever o rosto de Hipócrates no prognóstico. Shakespeare famosa alude a essa descrição ao escrever de Falstaff morte 's no Ato II, Cena iii. de Henry V . 
Hipócrates começou a categorizar doenças como aguda , crônica , endêmica e epidêmica termos, e uso, tais como, "exacerbação, recaídas , a resolução de crises, paroxismo , pico, e convalescença ".   Outra das grandes contribuições de Hipócrates pode ser encontrados em suas descrições da sintomatologia, achados físicos, tratamento cirúrgico e prognóstico de empiema torácico , ou seja, supuração do revestimento da cavidade torácica. Seus ensinamentos continuam a ser relevantes a atuais estudantes de medicina pulmonar e cirurgia.   Hipócrates foi o primeiro documentado cirurgião peito e suas descobertas e técnicas, enquanto bruto, tal uso de tubos de chumbo para drenar abscesso da parede torácica, ainda são válidos .  
A escola hipocrática da medicina descreveu bem os males do ser humano reto e seu tratamento, apesar de a teoria pobres da escola de medicina. hemorróidas , por exemplo, embora acredita-se ser causada por um excesso de bílis e fleuma, foram tratados por médicos hipocráticos em formas relativamente avançados.  Cautery e excisão são descritos no Corpus Hipocrático, para além dos métodos preferidos: ligando as hemorróidas e secando-os com um ferro quente. Outros tratamentos como a aplicação de pomadas vários são sugeridas também.   Hoje, o "tratamento [para hemorróidas] inclui ainda queima, estrangulamento e excisão".  Além disso, alguns dos conceitos fundamentais da proctoscopia descrito no Corpus ainda estão em uso.   Por exemplo, os usos do rectal espéculo , um dispositivo médico comum, são discutidos no Corpus hipocrático.   Isto constitui a primeira referência gravada para endoscopia .

     Hipócrates Corpus

O Corpus de Hipócrates (do latim: Corpus Hippocraticum) é uma coleção de cerca de 70 primeiros trabalhos médicos de Alexandria Grécia . Ele é escrito em grego jônico . A questão de saber se o próprio Hipócrates foi o autor do corpus não foi conclusivamente respondeu,  mas os volumes provavelmente foram produzidos por seus alunos e seguidores.   Por causa da variedade de temas, estilos de escrita e data aparente de construção , estudiosos acreditam que Hipócrates Corpus não poderia ter sido escrito por uma pessoa ( Ermerins números dos autores em 19). [29] O corpus foi atribuída a Hipócrates na antiguidade, e seu ensino em geral, seguido seus princípios, assim que veio a ser conhecido por seu nome. Pode ser os restos de uma biblioteca de Kos, ou uma coleção compilada no século 3 aC, em Alexandria .  
O Corpus de Hipócrates contém livros, palestras, pesquisas, notas e ensaios filosóficos sobre vários assuntos em medicina, em nenhuma ordem particular.   Estas obras foram escritas para públicos diferentes, ambos especialistas e leigos, e foram, por vezes, por escrito da oposição ver pontos;. contradições significativas pode ser encontrada entre as obras do Corpus   Dentre os tratados do Corpus são o Juramento de Hipócrates , O Livro dos prognósticos; no regime em Doenças Agudas; Aforismos ; No Ares, Águas e Lugares; Instruments de redução; sobre a doença Sagrado, etc 


                                                                                       Juramento de Hipócrates
 
O Juramento de Hipócrates , um documento seminal sobre os ética da prática médica, foi atribuído a Hipócrates na antiguidade, embora novos dados mostram que ele pode ter sido escrito depois de sua morte. Este é provavelmente o documento mais famoso do Corpus hipocrático. Recentemente, a autenticidade do autor do documento está sob escrutínio. Enquanto o Juramento raramente é usado em sua forma original, hoje, serve como uma base para outra, similar juramentos e as leis que definem a boa prática médica e da moral. Tais derivativos são regularmente tomadas hoje por médicos formados cerca para entrar prática médica.

 Legado

Hipócrates é amplamente considerado como o "Pai da Medicina".   Suas contribuições revolucionaram a prática da medicina, mas depois de sua morte, o avanço parado.  Assim, foi reverenciado Hipócrates que seus ensinamentos foram amplamente tomadas como grande demais para ser melhoradas e nenhum avanços significativos dos seus métodos foram feitas por um longo tempo.  Os séculos após a morte de Hipócrates foram marcados tanto pelo movimento retrógrado como por avanço. Por exemplo, "após o período de Hipócrates, a prática de tomar caso clínico-histórias morreu," de acordo com Fielding Garrison .  
Depois de Hipócrates, o médico significativo seguinte foi Galeno , um grego que viveu de AD. 129 a AD. 200. Galen perpetuada medicina hipocrática, movendo-se para a frente e para trás.   Na Idade Média , o mundo islâmico adotaram métodos hipocráticos e desenvolveu novas tecnologias médicas.  Após o Renascimento europeu , os métodos hipocráticos foram revividos na Europa e ainda mais ampliado em do século 19. Dentre aqueles que empregou rigorosos Hipócrates técnicas clínicas foram Sydenham , Heberden , Charcot e Osler . Henri Huchard , um médico francês, disse que esses avivamentos tornar-se "toda a história da medicina interna". 
A forma mais grave de perda de cabelo e calvície é chamada a forma de Hipócrates.  
("A vida é curta, [a] arte é longa, a oportunidade experimento, fugaz traiçoeiro, o julgamento difícil."
Aforismos I.1.
)


                                                                                                                 imagem

De acordo com Aristóteles 's testemunho, Hipócrates era conhecido como "O Grande Hipócrates". No que diz respeito a sua disposição, Hipócrates foi retratado como um "tipo, digno, doutor velho país" e mais tarde como "severa e ameaçadora".   Ele é, certamente, considerado sábio, de intelecto muito grande e, especialmente, como muito prático. Francis Adams descreve-o como "estritamente médico da experiência e do senso comum".  
Sua imagem como o doutor, velho sábio é reforçada por bustos de ele, que usam barbas grandes em um rosto enrugado. Muitos médicos da época usavam o cabelo no estilo de Jove e Asklepios . Assim, os bustos de Hipócrates que temos pode ser alterada apenas versões de retratos dessas divindades.  Hipócrates e as crenças que ele incorporados são considerados ideais médicos. Fielding Garrison , uma autoridade em história médica, declarou: "Ele é, acima de tudo, o exemplo de que a flexibilidade, a atitude crítica, bem equilibrado, de espírito, sempre à procura de fontes de erro, que é a própria essência do espírito científico ". [ "A sua figura está para tudo ... tempo como a do médico ideal ", de acordo com Uma Breve História da Medicina, inspirando a profissão médica desde sua morte. 

                                                             Lendas

A maioria das histórias de vida de Hipócrates são inconsistentes com a evidência histórica e semelhante a histórias contadas de outras figuras (como Avicena e Sócrates ), sugerindo uma origem lendária. Mesmo durante a sua vida, a fama de Hipócrates era grande, e as histórias de curas milagrosas surgiu. Por exemplo, Hipócrates era suposto ter ajudado na cura de atenienses durante a peste de Atenas por fogos de iluminação grandes como "desinfectantes" e se engajar em outros tratamentos. Há uma história de Hipócrates cura Pérdicas , um macedônio rei, de " doença do amor ". Nenhuma dessas contas é corroborada por qualquer historiadores e parece improvável que eles nunca ocorreu.   
Outra lenda é que Hipócrates rejeitou um pedido formal para visitar a corte de Artaxerxes , o rei da Pérsia .  Apesar de fontes antigas aceitar isso como fato, alguns estudiosos modernos duvido.   Outra estados conto que Demócrito , supostamente louco, porque ele riu de tudo, foi enviado a Hipócrates de ser curado. Hipócrates diagnosticou-o como apenas ter uma disposição feliz. Demócrito já foi chamado de "o filósofo rir". 
Nem todas as histórias de Hipócrates retratado ele de uma forma positiva. Em uma lenda, Hipócrates disse ter fugido depois de atear fogo a um templo de cura na Grécia. Sorano de Éfeso , a fonte desta história, nomeia o templo como o de Cnido . No entanto, séculos depois, o bizantino grego gramático John Tzetzes escreveu que Hipócrates queimou seu próprio templo, o Templo de Cos , e especulou que ele fez isso para manter um monopólio do conhecimento médico. Esta afirmação conflita diretamente com o cliente tradicional da personalidade de Hipócrates. Outras lendas falam de sua ressurreição de Augusto sobrinho,. este feito foi supostamente criado pela ereção de uma estátua de Hipócrates e da criação de um cargo de professor em sua homenagem em Roma

        Genealogia

Genealogia lendário Hipócrates traça sua herança paterna diretamente para Asklepios e sua ascendência materna para Heracles .  De acordo com Tzetzes de Chiliades , o ahnentafel de Hipócrates II é: 

1. Hipócrates II. "O Pai da Medicina" 
2. Heraclides 
4. Hipócrates I. 
8. Gnosidicus 
16. Nebrus 
32. Sostratus III. 
64. Theodorus II. 
128. Sostratus, II. 
256. Thedorus 
512. Cleomyttades 
1024. Crisamis 
2048. Dardanus 
4096. Sostratus 
8192. Hippolochus 
16384. Podalirius 
32768. Asklepios


                                                                                                                homônimos

Alguns sintomas e sinais clínicos foram nomeados após Hipócrates como ele se acredita ser a primeira pessoa a descrever aqueles. rosto de Hipócrates é a mudança produzida no rosto por morte, ou doença longa, evacuações excessivas, fome excessiva, e afins. discoteca , uma deformação dos dedos e unhas, é também conhecido como dedos hipocráticos. sucussão hipocrática é o ruído interno salpicos de hidropneumotórax ou pyopneumothorax . Hippocratic banco (um dispositivo que utiliza a tensão para auxiliar na fixação dos ossos) e Hippocratic atadura em forma de tampa são dois dispositivos com o nome de Hipócrates.   Hipócrates Corpus e Juramento de Hipócrates são também os seus homónimos. A bebida hypocras também está acreditado para ser inventada por Hipócrates. sardonicus Risus , uma espasmos sustentada dos músculos da face também pode ser chamado de Sorriso de Hipócrates.
Na idade moderna, uma cratera lunar foi nomeado Hipócrates . O Museu de Hipócrates , um museu na ilha grega de Kos é dedicado a ele. No Harry Potter série de livros, o principal curandeiro em Arthur Weasley Ward foi nomeado Hipócrates Smethwyck . Hipócrates O Projeto é um programa da Universidade de Nova York Medical Center para melhorar a educação através do uso da tecnologia. Projeto Hipócrates (um acrônimo de "HI gh P erf O rmance omputing C por R Obot-A ssis TE S urgery d ") é um esforço da Carnegie Mellon School of Computer Science e Médico Shadyside Centro ", para desenvolver o planejamento avançado, simulação e tecnologias de execução para a próxima geração assistidas por computador de robôs cirúrgicos ". Tanto o canadense de Hipócrates de Registro e Registro americano de Hipócrates são organizações de médicos que defendem os princípios do Juramento de Hipócrates original, inviolável, através dos tempos sociais
.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:46