Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



PRINCIPIO VITAL E FLUIDO COSMICO

Segunda-feira, 23.09.13















Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 14:53

PRINCIPIO VITAL E FLUIDO COSMICO

Segunda-feira, 23.09.13















Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 14:53

FLUIDO COSMICO

Segunda-feira, 23.09.13









































Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 11:11

FLUIDO COSMICO

Segunda-feira, 23.09.13









































Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 11:11

AHISTORIA DE ZEZÉ DE DI CAMARGO E LUCIANO

Segunda-feira, 23.09.13

Zezé Di Camargo & Luciano
Zezé Di Camargo & Luciano é uma dupla sertaneja brasileira formada pelos irmãos Mirosmar José de Camargo (cujo nome artístico - pseudônimo é Zezé di Camargo) e Welson David de Camargo (conhecido como Luciano), naturais de Capela do Rio do Peixe, distrito de Pirenópolis, no estado de Goiás. A dupla tem uma média de 130 shows por ano, mais de um milhão de cópias por CD lançado, participação em campanhas publicitárias e licenciamento em várias marcas.

Camargo e Camarguinho, o início de tudo
Fã de Tonico e Tinoco, seu Francisco, um lavrador de Pirenópolis, cidadezinha do interior de Goiás, acalentava um sonho: ter dois filhos homens que pudessem formar uma dupla sertaneja. Quando nasceu Mirosmar José, o primogênito da família Camargo, cobrou da mulher, dona Helena: - Agora precisamos da segunda voz.. Um ano depois nascia Emival, o parceiro que faltava.

Quando Zezé, o filho mais velho, completou três anos, ganhou do pai uma gaita. Mais tarde, com o dinheiro que vinha da lavoura, seu Francisco comprou uma sanfona e um violão para os filhos, que àquela altura já formavam a dupla Camargo e Camarguinho. "Como eles tinham vergonha, eu dava dinheiro escondido para os outros pagarem os dois depois que cantassem.

Era para incentivar...", relembra seu Francisco. A dupla-mirim se apresentava em circos e rodoviárias. Em 74, a família foi para Goiânia, sempre em busca do sonho de seu Chico, o de transformar seus filhos numa dupla. Lá, Welington, irmão nove anos mais novo que Zezé, adquiriu paralisia infantil. "Partimos de ônibus, levando os filhos e a graça de Deus...", conta dona Helena.

 Vida dura na Capital
Em Goiânia, os Camargo passaram a morar num barraco de dois cômodos. O telhado era remendado com papelão e latas. Seu Francisco arrumou emprego como servente de obra. Dona Helena trabalhava como lavadeira. A dupla Camargo e Camarguinho, que tocava canções de Tonico e Tinoco e de outras duplas da época, vez ou outra ganhava a estrada para se apresentar no interior do país. Numa dessas viagens, quando os garotos tinham 12 e 11 anos, um acidente de Ford Maverick tirou a vida de Emival.

 Os filhos de seu Francisco voltavam de uma apresentação em Imperatriz, no Maranhão, numa espécie de lotação. Zezé teve apenas um ferimento próximo ao olho. "Emival não voltou para casa. Éramos os irmãos mais ligados. Fiquei traumatizado...", revela Zezé. A primeira vez que ele voltou para Imperatriz, alguns anos atrás, teve uma crise de choro em pleno aeroporto.

Zezé segue o seu caminho
Mesmo com a falta do irmão, Zezé não desistiu da música. Com 13 anos já trabalhava como office-boy. Aos 15 era o Zé Neto do trio Os Caçulas do Brasil, com o qual chegou a gravar um disco. Em 79 formou parceria com um amigo de Goiânia, dez anos mais velho e remanescente do trio. A carreira da dupla Zazá e Zezé, que teve boa expressão em Goiás e no Mato Grosso, deu origem a três LPs.

 Mas não vingou porque Zazá tinha planos regionais. Zezé queria ganhar o país. Em 1987, Zezé resolveu partir para São Paulo e tentar carreira solo. Gravou dois discos pelo selo Três M, já extinto (hoje esses trabalhos pertencem à Warner). Por essa época, algumas de suas composições já eram sucesso nas vozes de duplas consagradas, como Chitãozinho e Xororó. "Apresentei 'Solidão' ao Leonardo, mas achava que ela deveria ser gravada pelo Amado Batista. Mas o Leo gostava muito da canção. Fez um playback sem me avisar. Só contou quando já tinha decidido gravá-la", diverte-se Zezé. A música acabou estourando nas vozes de Leandro e Leonardo.

Luciano entra em cena
Apesar das composições bem-sucedidas, o filho mais velho de seu Francisco queria mesmo era emplacar como cantor. Welson David, irmão dez anos mais moço, imaginava que Zezé estivesse fazendo sucesso em São Paulo. Vi você no programa do Bolinha, ligava, todo orgulhoso. Não desconfiava que os tempos eram de vacas magras e quem segurava as pontas - e as contas - na casa de Zezé era, muitas vezes, Zilú, sua mulher.


                                           Fincando o pé em Goiânia
Por pouco Zezé não manda o irmão de volta para a casa dos pais, depois de Welson ter se metido numa briga. Quem não deixou foi a Zilú, recorda. Na hora de escolher o nome para a dupla, os dois passaram a ver qual soaria melhor ao lado de Zezé Di Camargo. Que tal Luciano?, arriscou Zezé. Por que não Luciano, sugeriu Welson. Feito. Fecharam contrato com a gravadora Copacabana.

 Com o repertório definido e faltando um dia para a dupla entrar em estúdio, Zezé teve um estalo e compôs, de sopetão, É o Amor. Insistiu com os executivos da gravadora e acabou conseguindo incluir a faixa no LP. Antes mesmo de o disco sair, Zezé Di Camargo deixa uma fita com É o Amor na rádio Terra FM de Goiânia. Seu Francisco, sempre incentivador, comprava 500 fichas telefônicas por semana e as espalhava pela vizinhança. Ele dizia para que ligassem para a rádio e pedissem a música que seus meninos haviam acabado de gravar. Funcionou: em 15 dias É o Amor era a mais pedida da cidade.

Compositor de Mão-Cheia
Antes de emplacar um hit atrás do outro cantando ao lado do irmão Luciano, Zezé Di Camargo já conhecia o gostinho de ver músicas suas nas paradas de sucesso de todo o país. Ele compunha principalmente para amigos famosos como Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo. Ele assina, em média, seis faixas de cada CD da dupla. Suas letras, com raríssimas exceções, falam do amor e suas dores, tema que ele considera universal, com o qual todos se identificam. Quem nunca sentiu uma dorzinha de cotovelo que atire a primeira pedra.

Em resposta aos críticos que acham que Zezé deveria compor músicas sertanejas de raiz, ele costuma dizer: A miscigenação é nossa característica mais forte. Não existe raça pura no Brasil e, conseqüentemente, não existe ritmo puro. Exigem que os sertanejos façam música de raiz. Chico Science misturou rock com maracatu e a mídia aplaudiu, por quê nós teríamos de cantar um ritmo puro? Mas nunca negou suas origens. Tenho orgulho do gosto de terra no céu da boca, declara.



                                              A conquista do Brasil
Foi em 19 abril de 1991 que Zezé Di Camargo e Luciano lançaram seu primeiro disco. Em dois meses "É o Amor" alçava seus intérpretes ao primeiro lugar no hit parade. Em seis meses o CD de estréia dos cantores ganhava disco de platina duplo por 750 mil cópias. Em pouco mais de um ano atingia a casa de 1 milhão de cópias. Em 1995, apresentaram uma série de shows juntamente com as duplas Chitãozinho & Xororó e Leandro & Leonardo chamada Amigos, pelo especial de fim de ano na Rede Globo, que durou até 1998, sem Leandro, falecido no dia 23 de junho do mesmo ano. Em 1999, ainda na Rede Globo, apresentaram o programa Amigos & Amigos também juntamente com Leonardo e Chitãozinho & Xororó, feita pela homenagem ao Leandro.


Em 2000, iniciaram uma turnê chamada "Zezé Di Camargo & Luciano 2000" que era feita uma inauguração dos 10 anos de carreira da dupla e shows no Credicard Hall. Gravaram o 1º álbum ao vivo, chamado de mesmo nome no Olympia (SP), e em formato duplo, que traz sucessos da história da dupla e inclui duas músicas inéditas como "Da Boca Pra Fora" e "Mexe Que É Bom". O álbum ao vivo da dupla saiu no dia 19 de abril do mesmo ano, data onde é comemorado o aniversário da dupla. No segundo semestre, a dupla lança seu 10º álbum de carreira, previsto para novembro, que traz os sucessos "Antes de Voltar Pra Casa", "Dou a Vida Por Um Beijo" e "O Que é Que Eu Faço". No ano seguinte, gravaram o 1º DVD ao vivo, previsto para os dias 6, 7 e 8 de abril, em Rio de Janeiro, que comemoraram os 10 anos de carreira da dupla, reunindo os sucessos "É O Amor", "Você Vai Ver", "Pão De Mel", "Indiferença", "Pra Não Pensar Em Você", "Pare", "Mexe Que É Bom" e outras, e os novos sucessos "Antes de Voltar Pra Casa" e "Dou a Vida Por Um Beijo";

também trazendo as regravações internacionais como "Bella Senz'Anima" e "How Can I Go On" que contou com a participação especial de Sylvinha Araújo, o instrumental da música "Fascinação" e incluindo também os sucessos "Planeta Água" e "La Cautiva". No segundo semestre de 2001, a dupla lança seu 11º álbum de carreira, com os sucessos "Passou Da Conta", "Nem Mais Uma Dúvida" e uma clássica regravação gravada no DVD chamada "Bella Senz Anima". E ainda lança o 2º CD em espanhol, com grandes sucessos e também as inéditas versões do grupo Roupa Nova, das músicas "Luz De Mi Mundo ( Volta Pra Mim )" e "Mi Universo Eres Tu ( Meu Universo É Você )".

Daí em diante, Zezé Di Camargo e Luciano não pararam mais. Todos os álbuns são sinônimo de sucesso e a cada lançamento a marca de um milhào de cópias sempre é superada. No ano de 2003, a dupla foi agraciada com dois prêmios importantíssimos: da Academia Brasileira de Letras (como melhor dupla) e o Grammy Latino como melhor álbum de música sertaneja.
Em 2004, foi lançada uma caixa especial, intitulada Dois Corações e Uma História (mesmo nome de uma canção do álbum de 1998), com 7 CDs e 100 músicas. Os seis primeiros discos contém, cada um, 14 faixas, pertencentes a dois discos originais (7 faixas de cada disco): 1991-92, 1993-94, 1995-96, 1997-98, 1999-2000 e 2001-2002. O sétimo disco contém 16 faixas, formadas por gravações raras e duetos realizados com outros artistas. A mesma caixa inclui um DVD extra (não vendido separadamente), contendo 14 videoclipes da dupla. Os 7 CDs também são vendidos separadamente.

No segundo semestre, gravaram o DVD Ao Vivo na Estrada em Recife, Pernambuco, nos dias 20 e 21 de agosto de 2004 e contou com a presença de 30 mil pessoas, este DVD foi gravado no Estúdios Mega e foi lançado em dezembro do mesmo ano. Novos fãs se unem a milhares a cada ano . Recentemente uma pesquisa sobre o perfil da juventude brasileira, realizada pelo Instituto da Cidadania e pela Fundação Perceu Abramo (publicada no jornal O Globo e nas revistas Isto É e na Veja Especial Jovem, entre outros veículos), indica Zezé Di Camargo e Luciano como os artistas preferidos pelos jovens entre 15 e 24 anos. Novamente se comprova que, além de manter um grande público desde o início de sua carreira, novos fãs foram se agregando à dupla, pois, no target pesquisado, os mais velhos (24 anos) tinham apenas 11 quando os artistas iniciaram sua carreira.

Em 2005, a história da vida e da carreira da dupla foi contada no filme 2 Filhos de Francisco, parceria da dupla com a produtora Conspiração Filmes e com os Estúdios Mega. O longa assinado pelo diretor Breno Silveira trouxe os atores Márcio Kieling, Thiago Mendonça (interpretando, respectivamente, Zezé e Luciano) e Ângelo Antônio (que vive Francisco, pai dos irmãos). O filme quebrou recordes de bilheteria no Brasil, sendo assistido por mais de 5,3 milhões de pessoas (marca superada pelo filme Se Eu Fosse Você 2, em 2009, com mais de 6 milhões de pessoas).Ao completarem 15 anos de carreira , alcançam a marca de 22 milhões de cópias vendidas. Uma comprovação da enorme popularidade da dupla é que 22 milhões de cópias, em 15 anos de carreira, significam aproximadamente 3 (três) CDs vendidos por minuto, ininterruptamente O ano de 2006 ainda proporcionou a dupla novas e excelentes premiações como o Prêmio TIM de Música, realizado no Teatro Municipal, Rio de Janeiro , no qual Zezé Di Camargo e Luciano levaram para casa o prêmio de Melhor Dupla de Canção Popular.

A consagração continuou com o Prêmio Contigo de Cinema , sabiamente realizado no Museo Histórico Nacional , no qual o consagrado 2 Filhos de Francisco foi o grande vencedor da noite recebendo vários prêmios , como o de melhor filme do ano, pelo júri popular; Ângelo Antônio foi apontado como o melhor ator , Dira Paes levou o prêmio de melhor atriz. e Zezé Di Camargo e Caetano Veloso pela melhor trilha sonora No segundo semestre a dupla lança seu 16o álbum de carreira , o primeiro com título,Diferente . O cd , a exemplo dos anteriores alcança rapidamente a liderança de vendas no mercado brasileiro e também o 1o lugar de execução nacional com a música Diz pro meu olhar . Com participações de Ivete Sangalo ( Amor que Fica ) , Chico Buarque ( Minha História ) e Silvinha Araújo ( How can i go on ) e uma grande e boa surpresa , a interpretação de Luciano para a versão em português de Hey Jude com Zezé Di Camargo ao piano.

Em maio de 2010, a dupla lançou seu mais recente disco, intitulado Double Face e lançado em formato duplo, como sugere o título. O disco 1 é formado por canções inéditas, como Tapa na Cara (primeira música de trabalho). O disco 2, por sua vez, contém regravações de clássicos da música sertaneja, realizando um antigo desejo de Zezé di Camargo - gravar canções que fizeram sucesso antes de os irmãos se tornarem famosos. No Dia das Mães de 2010, o álbum alcançou a expressiva vendagem de 70 mil cópias para o consumidor final (não incluídas as cópias vendidas pelas gravadoras para as lojas). Em 2011, Zezé Di Camargo & Luciano comemoram 20 anos de Sucesso, e, para marcar essa data a dupla gravou o quarto DVD no dia 13 de Setembro em São Paulo - SP ,além de lançarem no segundo semestre uma coletânea com os hits que marcaram essa duas décadas de sucesso.

 Possível fim da dupla
Na noite de quinta-feira, dia 27 de outubro de 2011, no início do show no Teatro Guaíra, em Curitiba, a dupla expôs ao público, um desentendimento nos camarins, quando Zezé Di Camargo subiu sozinho no palco, iniciou o show e fez um desabafo. Ele pediu a ajuda da plateia para cantar e disse que era a primeira vez que isso acontecia em mais de 20 anos de carreira. Poucos minutos depois Luciano também subiu ao palco e disse que cumpriria seus compromissos com a dupla até o fim do ano e após este período, a dupla sertaneja seria desfeita. . Informação desmentida posteriormente pela assessoria deles .

 Atualmente
Em 2012, a dupla lançou seu novo CD e DVD 20 Anos de Sucesso. O CD traz 14 músicas inéditas, como o single Sonho De Amor (primeira música de trabalho), que foi um sucesso da cantora Patrícia Marx e regravações entre modões sertanejos e grandes clássicos que marcaram a história da dupla. E o DVD traz 23 faixas com 8 inéditas. A data de previsão de lançamento do seu novo CD foi em abril de 2012 e o DVD teve lançamento oficial previsto para o dia 20 de junho de 2012. Em 2013, podem gravar seu novo CD e o 5º DVD, o primeiro em acústico, previsto para o dia 31 de agosto em Belo Horizonte- MG, ou seja, em São Paulo, comemorando 22 anos de carreira, lançando nesse semestre um Box com músicas inéditas e seus maiores sucessos que marcaram época, incluindo sucessos em espanhol e regravações internacionais. Eles ainda lançarão nesta caixa, um repertório de raridades.


                                              Carreira internacional
A dupla já gravou sucessos com grandes artistas internacionais como [Wille Nelson] (Eu só penso em você, 1993) e [Julio Iglesias] (Dois Amigos, esta composta por Zezé Di Camargo) em 1998.

 Discografia
1991: Zezé Di Camargo & Luciano
1992: Zezé Di Camargo & Luciano
1993: Zezé Di Camargo & Luciano
1994: Zezé Di Camargo & Luciano
1994: Camargo & Luciano
1995: Zezé Di Camargo & Luciano
1996: Zezé Di Camargo & Luciano
1997: Zezé Di Camargo & Luciano
1998: Zezé Di Camargo & Luciano
1999: Zezé Di Camargo & Luciano
2000: Zezé Di Camargo & Luciano
2001: Zezé Di Camargo & Luciano
2001: Zezé Di Camargo & Luciano em Espanhol
2002: Zezé Di Camargo & Luciano
2003: Zezé Di Camargo & Luciano
2005: Zezé Di Camargo & Luciano
2006: Diferente
2008: Zezé Di Camargo & Luciano
2010: Double Face
2012: 20 Anos de Sucesso
2013: Acústico ZL 2013

Músicas internacionais que cantaram em shows e programas

1998 - A Medior Luz / El Dios Que Me Quieras (somente Luciano) (Show Olympia São Paulo)
1998 - Yesterday (somente Zezé Di Camargo) (Show Olympia São Paulo)
1998 - Caruso (somente Zezé Di Camargo) (Show Olympia São Paulo)
1999 - Yesterday (somente Zezé Di Camargo) (Programa Amigos & Amigos (Rede Globo)
2000 - Bella Senz'Anima (somente Zezé Di Camargo) (Show Olympia São Paulo)
2001 - Bella Senz'Anima (somente Zezé Di Camargo) (Show ATL Hall Rio de Janeiro)
2001 - How Can I Go On? (Zezé Di Camargo e Silvinha Araújo) (Shows em ATL Hall Rio de Janeiro e Credicard Hall São Paulo)
2001 - You Needed Me (somente Luciano) (Show Olinda Pernambuco)
2002 - How Can I Go On? (Zezé Di Camargo e Silvinha Araújo) (Programa Teleton (SBT), e shows em Olympia São Paulo, ATL Hall Rio de Janeiro e Recife Pernambuco)


2004 - (Everything I Do) I Do It For You (somente Zezé Di Camargo) (Show Caruaru Pernambuco)
2004 - Let It Be (somente Zezé Di Camargo) (Show Olympia São Paulo e programa Caldeirão do Huck, Rede Globo)
2004 - Yesterday (somente Zezé Di Camargo) (Shows em Petrolina Pernambuco e Chevrolet Hall Recife)
2004 - Hey Jude (Zezé Di Camargo ao piano e Luciano cantando) (Shows em Olympia São Paulo e Chevrolet Hall Recife)
2004 - Caruso (somente Zezé Di Camargo) (Show Chevrolet Hall Recife)
2006 - Something (Instrumental com o saxofonista Mário Lúcio) (Show Olympia São Paulo)
2006 - How Can I Go On? (Zezé Di Camargo e Silvinha Araújo) (programas em Domingo Legal (SBT), Boa Noite Brasil (Band), Tudo É Possível (Record) e Terra Sertaneja (Band))

2007 - Let It Be (somente Zezé Di Camargo) (Show Credicard Hall São Paulo e programa Jornal da Noite (Band))
2007 - Hey Jude (Zezé Di Camargo ao piano e Luciano cantando) (Programa em Altas Horas (Rede Globo) e Shows em Jaguariúna, Itu, Credicard Hall, Chevrolet Hall, Citibank Hall, entre outros)
2007 - Bella Senz'Anima (somente Zezé Di Camargo) (Show em Credicard Hall São Paulo)
2007 - How Can I Go On? (com Letícia Oliveira, extinta backing-vocal) (Show em Citibank Hall Rio de Janeiro)]]
2007 - Born To Give My Love To You / From This Moment On (com Wanessa Camargo (Show em Credicard Hall e Turnê Pai & Filha)
2008 - Bella Senz'Anima (somente Zezé Di Camargo) (Shows em Credicard Hall, Citibank Hall, Petrolina, entre outros)
2008 - Something (instrumental com o saxofonista Mário Lúcio) (Show em Credicard Hall São Paulo)
2008 - Caruso (somente Zezé Di Camargo) (Show em Credicard Hall São Paulo)
2009 - Something (instrumental com o saxofonista Mário Lúcio) (Shows em Credicard Hall, Citibank Hall, entre outros)
2009 - Caruso (somente Zezé Di Camargo) (Shows em Credicard Hall, Citibank Hall, Petrolina, Caruaru, Jaguariúna, entre outros)



                                              Filmografia
2 Filhos de Francisco - filme dirigido por Breno Silveira, que conta a história da vida e da carreira dos irmãos. Alcançou público de mais de 5 milhões de pessoas, durante sua exibição nos cinemas, e vendeu mais de 600 mil cópias de sua versão em DVD, rendendo-lhe o DVD de Diamante Duplo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 08:11

Dupla Sertaneja Antiga Imagens Das Irmãs Castro

Segunda-feira, 23.09.13































Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:32

Dupla Sertaneja Antiga Imagens Das Irmãs Castro

Segunda-feira, 23.09.13































Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:32

Adrien Brody

Segunda-feira, 23.09.13

Adrien Brody
Adrien Brody (Nova York, 14 de abril de 1973) é um ator norte-americano, filho da fotógrafa e jornalista Sylvia Plachy  e do professor de História Elliot Brody. Adrien diz que herdou a familiaridade com as câmeras da mãe, húngara, que também teve uma íntima relação com as artes cênicas ao ingressar na "American Academy of Dramatic", conceituada escola americana formadora de atores. Adrien cresceu como filho único no bairro do Queens e era companhia constante nas atividades da mãe, a quem ele credita sua "habilidade de se sentir confortável na frente das câmeras".

Naturalmente, Adrien deu seus primeiros passos em direção à profissão de ator bem cedo e aos 13 anos já tinha participado de uma peça "off-Broadway" e de um pequeno filme feito para a TV. Seguindo o caminho de sua mãe, também ingressou na "American Academy of Dramatic Arts" , onde obteve sua formação técnica em artes dramáticas. O sucesso e a merecida notoriedade, no entanto, demorariam ainda um pouco para chegar e Adrien foi, assim, construindo aos poucos sua carreira.

Carreira
Com apenas 10 anos já fazia truques de mágica nas festas infantis da vizinhança. Com 15 anos o ator participou de um filme feito para a TV, Home at Last, sobre uma família de fazendeiros no estado americano de Nebraska. Apesar da pouca idade, Adrien teve um papel de considerável destaque nessa pequena produção. Também neste ano integrou o elenco da série de TV "Annie Mcguire" .No ano seguinte, 1989, integrou o elenco de uma produção notável, Contos de Nova York, um conjunto de três histórias dirigidas por três diretores diferentes: Woody Allen, Francis Ford Coppola e Martin Scorsese. Sua participação é pequena, mas a experiência com esses grandes nomes foi bastante válida para sua carreira. Logo depois, em 1991, Adrien tem um pequeno papel de coadjuvante no drama The Boy Who Cried Bitch do diretor argentino Juan José Campanella, sobre um garoto perturbado que tortura psicologicamente sua frágil mãe. O filme não chegou a ter o título traduzido para o português.


Em 1993, atuou no drama de Steven Soderbergh, O Inventor de Ilusões, sobre um garoto que escapa da sua difícil realidade através de sua fantástica imaginação. O filme foi indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes. No ano seguinte, Adrien participa da comédia dramática Os Anjos Entram em Campo ao lado de nomes como Danny Glover, Christopher Lloyd e Matthew McConaughey, uma história sobre um garoto órfão que acha que seu pai aparecerá para buscá-lo se o time dos "Angels" for o vencedor do campeonato de Baseball. O ator apareceu novamente num papel pequeno em seu trabalho seguinte, Ambição Assassina, filme feito para a TV sobre uma adolescente colegial que se envolve com um marginal e acaba transformando sua vida num inferno. A produção foi protagonizada por Shannen Doherty (a eterna Brenda de Barrados no Baile).

Ficheiro:New York Stories.jpg

Em 1994 participou do filme Jailbreakers para TV. Em 1995, Adrien voltou às telas com um elogiado desempenho ao protagonizar o drama Sem Nada a Perder, filme sobre uma amizade que entra em jogo quando Ray (personagem de Adrien) se envolve em vários problemas por conta de empréstimos com agiotas. O filme em si não obteve grande notoriedade, mas é tido como uma das melhores interpretações da carreira do ator. Ainda em 1996, Adrien integrou o elenco de Projeto Solo, uma ficção-científica sobre um andróide criado pelos americanos para conter rebeldes latinos (numa espécie de guerra entre as Américas), mas que acaba mudando de lado e fica contra seus criadores. Adrien interpretou Dr. Bill Stewart, um dos "pais" do andróide Solo. No final do mesmo ano, Bullet também trouxe o ator em seu elenco, interpretando o irmão de um marginal envolvido com submundo dos crimes, drogas e violência, que depois de 8 anos de prisão é posto em condicional.

No ano seguinte, o ator trabalhou em The Last Time I Committed Suicide ao lado de Keanu Reeves, um drama sobre um homem que tem que reavaliar sua vida quando sua namorada comete suicídio e em Six Ways to Sunday, uma comédia sobre um jovem que se envolve com a máfia. Adrien atuou também no outro ano em Um Casamento e um Funeral uma comédia leve onde interpreta um coveiro que não faz muito sucesso com o sexo oposto por causa da sua profissão, enquanto sua mãe sonha em vê-lo casado. Para completar, o coveiro Mario ainda se vê envolvido no meio de uma confusão envolvendo mortes falsas e noivas.


Neste mesmo ano Adrien foi o protagonista de Restaurant, um drama onde interpreta Chris Calloway, um aspirante a escritor que vive atormentado por um amor do passado (personagem de Lauryn Hill), o desempenho do ator nesse filme foi bastante elogiado. Em seguida aparecou também em Além da Linha Vermelha, um drama retratando os horrores da Segunda Guerra Mundial através da história de soldados e militares. O resultado da Batalha de Guadalcanal influenciou fortemente o avanço japonês no Pacífico. Assim, um grupo de jovens soldados é enviado para lá, trazendo alívio para as esgotadas unidades da marinha. Lá os recém-chegados conhecem um terror que nem imaginavam, mas no meio deste desespero surgem fortes laços de amor e amizade. O filme ainda contou com outros famosos nomes no elenco como Sean Penn, George Clooney, Jim Caviezel e John Cusack.

Ficheiro:Detachment poster.jpgFicheiro:Meia-noite-em-paris-poster1.jpg

Em 1999, Adrien marcou presença em três novas produções: O Verão de Sam do diretor Spike Lee. Em 1977, um serial killer mata mulheres e casais no meio da noite, aterrorizando a população da cidade de Nova York e, principalmente, a comunidade ítalo-americana, cujo bairro é o mais visado pelo assassino. Em meio à tensão criada pelas mortes, os moradores do bairro resolvem, por conta própria, dar início a uma busca para descobrir quem é o Son of Sam. Em 24 Horas Para Morrer, onde interpretou um sequestrador que resolve enterrar sua vítima viva e planeja um sinistro e tenso jogo com a policial encarregada do caso e em Ruas da Liberdade, um drama ambientado na década de 1950, onde o jovem judeu Ben Kurtzman (Ben Foster), está intrigado com Sylvia (Rebekah Johnson), que é a primeira afro-americana a estudar em sua escola. Ele se sente atraído por ela e aos poucos desenvolve uma relação de amizade proibida, devido ao preconceito existente entre negros e judeus por parte de suas famílias.

Paralelamente Van (Adrien Brody), o irmão mais velho de Ben, se apaixona por Dubbie (Carolyn Murphy), uma garota que conheceu rapidamente em uma festa e que deseja reencontrar. Enquanto isso Nate (Joe Mantegna), pai de Van e Ben, enfrenta dificuldades com seu negócio ilegal de apostas quando precisa pagar uma alta quantia a Little Melvin, vencedor de um dos jogos que é também um pequeno traficante de drogas na cidade onde moram.No ano seguinte, Adrien co-protagonizou Pão e Rosas, onde interpreta um ativista que se envolve com duas imigrantes mexicanas fazendo-as abraçar a sua causa. As irmãs Maya (Pilar Padilla) e Rosa (Elpidia Carrillo), mexicanas de sangue quente, trabalham no serviço de limpeza de um prédio comercial no centro da cidade. O destinou colocou Sam (Adrien Brody), apaixonado ativista americano, no seu caminho, o que as leva a uma campanha guerrilheira contra seus patrões. A luta ameaça seu sustento, a família e faz com que corram o risco de serem expulsas do país. Também participa de As Flores de Harrison, uma produção francesa sobre um fotógrafo de guerra que é declarado morto, fazendo com que sua mulher parta para a Iugoslávia em sua busca e mergulhe na dura realidade do conflito.

O ator protagonizou Love the Hard Way em 2001. É a história de um pequeno ladrão que conhece uma moça e a leva para descobrir o mundo do crime, enquanto esta tenta lhe ensinar o valor da vida e do amor. Na França integra também, no mesmo ano, o elenco de O Enigma do Colar, um drama de época sobre uma mulher, Jeanne de la Motte-Valois (Hilary Swank), uma jovem que vive na França em pleno século XVIII, pouco antes do início da Revolução Francesa. Ela vive com uma família adotiva, já que sua família verdadeira, oriunda da nobreza do país, fora deixada sem dinheiro e sem nome quando ela ainda era uma criança. Agora Jeanne decide deixar sua atual família para reconquistar seu nome e sua posição na sociedade, mas para isto precisará enfrentar intrigas, desonestidade e lidar com um colar de diamantes que está no centro de tudo.
Em 2002, começou trazendo Adrien em Dummy – Um Amor Diferente onde interpretou um ventríloquo que desenvolve uma bonita amizade com uma garota problemática (personagem de Milla Jovovich) que tem o sonho de ser cantora. Surge depois o aclamado O Pianista.



O Pianista expôs de vez o ator para o mundo e consagrou a sua carreira. Para interpretar Wladyslaw Szpilman (personagem real) nesse drama do famoso diretor Roman Polanski, Adrien teve que explorar todo o seu potencial e se submeter a uma profunda preparação, tendo que aprender a executar no piano peças do compositor Chopin e perder cerca de 15 kg de seu já modesto porte físico. A performance do ator como o pianista polonês que tem que fugir da fúria da Segunda Guerra Mundial se escondendo nos destroços de Varsóvia foi uma bem sucedida amostra do seu talento, esforço e dedicação, lhe rendendo um Oscar de melhor ator (desbancando Richard Dreyfuss na posição de mais jovem vencedor do prêmio nessa categoria) e um prêmio César (prêmio francês equivalente ao Oscar). Na ocasião do sucesso de O Pianista, Adrien declarou :"levei 17 anos e meio para me tornar um sucesso da noite para o dia".





Participou de The Singing Detective encarnando um papel mais modesto. O filme é uma mistura de comédia e musical e conta a história de um escritor que, isolado em um hospital, começa a reviver a trama de seu primeiro livro em suas alucinações. A trama ainda contou com Robert Downey Jr. e Mel Gibson no elenco. No ano seguinte, volta a interpretar um papel complexo, o desequilibrado Noah, em A Vila, suspense do aclamado diretor M. Night Shyamalan. O filme, cuja publicidade foi focada em não revelar a surpresa do final, dividiu a opinião da crítica ao contar a história de uma sociedade envolta no mistério da existência de sinistras criaturas na floresta que a cercava.Adrien continuou engatando uma produção atrás da outra, com dois projetos concluídos em 2005. Camisa de Força, em que vive Jack Starks, um veterano de guerra que é diagnosticado com amnésia, preso numa clínica e submetido a um tratamento em que é posto em uma camisa de força e trancado numa gaveta de cadáveres e King Kong, terceira versão filmada da história da atriz que desperta uma estranha atração num gorila gigantesco habitante de uma ilha envolta em brumas no meio do oceano, onde interpreta o roteirista Jack Driscoll. Adrien foi dirigido por Peter Jackson (da trilogia "O Senhor dos Anéis") nessa produção que foi o um dos sucessos de bilheteria do ano de 2005.

Em 2006 Adrien filma Hollywoodland no Canadá, onde faz um detetive que investiga o possível assassinato do ator que interpretava o Super-Homem numa série de TV. Este filme foi baseado em fatos reais, e até hoje não se sabe se houve realmente crime ou suicídio.
Adrien passa alguns meses na Espanha em 2007, filmando Manolete, biografia do mais famoso toureiro espanhol dos anos 1940. Reverenciado na Espanha, Manolete morre pouco depois de ser atingido por um touro durante uma apresentação. Pouco depois vem The Darjeeling Limited, filmado na Índia, cujo enredo mostra a reaproximação de 3 irmãos durante uma viagem que se torna uma jornada espiritual. Neste mesmo ano Adrien filma, desta vez em Montenegro, The Brothers Bloom, onde encarna um golpista.

Filmografia

2011 - Detachment
2011 - Meia-noite em Paris
2010 - The Experiment (br: Detenção)
2010 - "Wrecked"
2010 - Predators
2009 - Splice
2008 - Cadillac Records
2007 - The Brothers Bloom
2007 - The Darjeeling Limited (br / pt: A Viagem para Darjeeling)
2007 - Manolete
2006 - Hollywoodland (br: Hollywoodland - Bastidores da Fama)
2005 - King Kong (br / pt: King Kong)
2005 - The Jacket (br: Camisa de Força)
2004 - The Village (br / pt: A vila)
2003 - The Singing Detective
2002 - The Pianist (br / pt: O pianista)
2002 - Dummy (br: Dummy - Um amor diferente)
2001 - The Affair of the Necklace (br: O enigma do colar)
2001 - Love the Hard Way
2000 - Harrison's Flowers (br: O Resgate de Harrison)
2000 - Bread and Roses (br: Pão e Rosas)
1999 - Liberty Heights (br: Ruas da liberdade)
1999 - Oxygen (br: 24 horas para morrer)
1999 - Summer of Sam (br: O verão de Sam)
1998 - The Thin Red Line (br: Além da linha vermelha)
1998 - Restaurant
1998 - The Undertaker's Wedding (br: Um casamento e um funeral)
1997 - Six Ways to Sunday
1997 - The Last Time I Committed Suicide (br: Sem limite)
1996 - Bullet (br: Bullet)
1996 - Solo (br: Projeto Solo)
1995 - Ten Benny / Nothing to Lose
1994 - Jailbreakers (br: Ambição assassina) (TV)
1994 - Angels in the Outfield (br: Os anjos entram em campo)
1993 - King of the Hill (br: O inventor de ilusões)
1991 - The Boy Who Cried Bitch
1989 - New York Stories (br: Contos de Nova York)
1988 - Home at Last (TV)

Prêmios e indicações

Independent Sipirit Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator" por Restaurant (1998).
Vallenciennes Intl Festival of Action and Adventure Films (França)
Venceu na categoria de "Melhor Ator", por Love the Hard Way (2001).
Europian Film Awards
Indicação por O Pianista na categoria de "Melhor Ator - Drama" (2002).
Boston Society of Film Critics Awards (EUA)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
Online Film Critics Society Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
Polish Film Awards (Polônia)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
Screen Actors Guild Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
Chicago Film Critics Association Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
César (França)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
Globos de Ouro (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
National Society of Film Critics Awards (EUA)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
Óscar (EUA)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
BAFTA (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:07

Adrien Brody

Segunda-feira, 23.09.13

Adrien Brody
Adrien Brody (Nova York, 14 de abril de 1973) é um ator norte-americano, filho da fotógrafa e jornalista Sylvia Plachy  e do professor de História Elliot Brody. Adrien diz que herdou a familiaridade com as câmeras da mãe, húngara, que também teve uma íntima relação com as artes cênicas ao ingressar na "American Academy of Dramatic", conceituada escola americana formadora de atores. Adrien cresceu como filho único no bairro do Queens e era companhia constante nas atividades da mãe, a quem ele credita sua "habilidade de se sentir confortável na frente das câmeras".

Naturalmente, Adrien deu seus primeiros passos em direção à profissão de ator bem cedo e aos 13 anos já tinha participado de uma peça "off-Broadway" e de um pequeno filme feito para a TV. Seguindo o caminho de sua mãe, também ingressou na "American Academy of Dramatic Arts" , onde obteve sua formação técnica em artes dramáticas. O sucesso e a merecida notoriedade, no entanto, demorariam ainda um pouco para chegar e Adrien foi, assim, construindo aos poucos sua carreira.

Carreira
Com apenas 10 anos já fazia truques de mágica nas festas infantis da vizinhança. Com 15 anos o ator participou de um filme feito para a TV, Home at Last, sobre uma família de fazendeiros no estado americano de Nebraska. Apesar da pouca idade, Adrien teve um papel de considerável destaque nessa pequena produção. Também neste ano integrou o elenco da série de TV "Annie Mcguire" .No ano seguinte, 1989, integrou o elenco de uma produção notável, Contos de Nova York, um conjunto de três histórias dirigidas por três diretores diferentes: Woody Allen, Francis Ford Coppola e Martin Scorsese. Sua participação é pequena, mas a experiência com esses grandes nomes foi bastante válida para sua carreira. Logo depois, em 1991, Adrien tem um pequeno papel de coadjuvante no drama The Boy Who Cried Bitch do diretor argentino Juan José Campanella, sobre um garoto perturbado que tortura psicologicamente sua frágil mãe. O filme não chegou a ter o título traduzido para o português.


Em 1993, atuou no drama de Steven Soderbergh, O Inventor de Ilusões, sobre um garoto que escapa da sua difícil realidade através de sua fantástica imaginação. O filme foi indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes. No ano seguinte, Adrien participa da comédia dramática Os Anjos Entram em Campo ao lado de nomes como Danny Glover, Christopher Lloyd e Matthew McConaughey, uma história sobre um garoto órfão que acha que seu pai aparecerá para buscá-lo se o time dos "Angels" for o vencedor do campeonato de Baseball. O ator apareceu novamente num papel pequeno em seu trabalho seguinte, Ambição Assassina, filme feito para a TV sobre uma adolescente colegial que se envolve com um marginal e acaba transformando sua vida num inferno. A produção foi protagonizada por Shannen Doherty (a eterna Brenda de Barrados no Baile).

Ficheiro:New York Stories.jpg

Em 1994 participou do filme Jailbreakers para TV. Em 1995, Adrien voltou às telas com um elogiado desempenho ao protagonizar o drama Sem Nada a Perder, filme sobre uma amizade que entra em jogo quando Ray (personagem de Adrien) se envolve em vários problemas por conta de empréstimos com agiotas. O filme em si não obteve grande notoriedade, mas é tido como uma das melhores interpretações da carreira do ator. Ainda em 1996, Adrien integrou o elenco de Projeto Solo, uma ficção-científica sobre um andróide criado pelos americanos para conter rebeldes latinos (numa espécie de guerra entre as Américas), mas que acaba mudando de lado e fica contra seus criadores. Adrien interpretou Dr. Bill Stewart, um dos "pais" do andróide Solo. No final do mesmo ano, Bullet também trouxe o ator em seu elenco, interpretando o irmão de um marginal envolvido com submundo dos crimes, drogas e violência, que depois de 8 anos de prisão é posto em condicional.

No ano seguinte, o ator trabalhou em The Last Time I Committed Suicide ao lado de Keanu Reeves, um drama sobre um homem que tem que reavaliar sua vida quando sua namorada comete suicídio e em Six Ways to Sunday, uma comédia sobre um jovem que se envolve com a máfia. Adrien atuou também no outro ano em Um Casamento e um Funeral uma comédia leve onde interpreta um coveiro que não faz muito sucesso com o sexo oposto por causa da sua profissão, enquanto sua mãe sonha em vê-lo casado. Para completar, o coveiro Mario ainda se vê envolvido no meio de uma confusão envolvendo mortes falsas e noivas.


Neste mesmo ano Adrien foi o protagonista de Restaurant, um drama onde interpreta Chris Calloway, um aspirante a escritor que vive atormentado por um amor do passado (personagem de Lauryn Hill), o desempenho do ator nesse filme foi bastante elogiado. Em seguida aparecou também em Além da Linha Vermelha, um drama retratando os horrores da Segunda Guerra Mundial através da história de soldados e militares. O resultado da Batalha de Guadalcanal influenciou fortemente o avanço japonês no Pacífico. Assim, um grupo de jovens soldados é enviado para lá, trazendo alívio para as esgotadas unidades da marinha. Lá os recém-chegados conhecem um terror que nem imaginavam, mas no meio deste desespero surgem fortes laços de amor e amizade. O filme ainda contou com outros famosos nomes no elenco como Sean Penn, George Clooney, Jim Caviezel e John Cusack.

Ficheiro:Detachment poster.jpgFicheiro:Meia-noite-em-paris-poster1.jpg

Em 1999, Adrien marcou presença em três novas produções: O Verão de Sam do diretor Spike Lee. Em 1977, um serial killer mata mulheres e casais no meio da noite, aterrorizando a população da cidade de Nova York e, principalmente, a comunidade ítalo-americana, cujo bairro é o mais visado pelo assassino. Em meio à tensão criada pelas mortes, os moradores do bairro resolvem, por conta própria, dar início a uma busca para descobrir quem é o Son of Sam. Em 24 Horas Para Morrer, onde interpretou um sequestrador que resolve enterrar sua vítima viva e planeja um sinistro e tenso jogo com a policial encarregada do caso e em Ruas da Liberdade, um drama ambientado na década de 1950, onde o jovem judeu Ben Kurtzman (Ben Foster), está intrigado com Sylvia (Rebekah Johnson), que é a primeira afro-americana a estudar em sua escola. Ele se sente atraído por ela e aos poucos desenvolve uma relação de amizade proibida, devido ao preconceito existente entre negros e judeus por parte de suas famílias.

Paralelamente Van (Adrien Brody), o irmão mais velho de Ben, se apaixona por Dubbie (Carolyn Murphy), uma garota que conheceu rapidamente em uma festa e que deseja reencontrar. Enquanto isso Nate (Joe Mantegna), pai de Van e Ben, enfrenta dificuldades com seu negócio ilegal de apostas quando precisa pagar uma alta quantia a Little Melvin, vencedor de um dos jogos que é também um pequeno traficante de drogas na cidade onde moram.No ano seguinte, Adrien co-protagonizou Pão e Rosas, onde interpreta um ativista que se envolve com duas imigrantes mexicanas fazendo-as abraçar a sua causa. As irmãs Maya (Pilar Padilla) e Rosa (Elpidia Carrillo), mexicanas de sangue quente, trabalham no serviço de limpeza de um prédio comercial no centro da cidade. O destinou colocou Sam (Adrien Brody), apaixonado ativista americano, no seu caminho, o que as leva a uma campanha guerrilheira contra seus patrões. A luta ameaça seu sustento, a família e faz com que corram o risco de serem expulsas do país. Também participa de As Flores de Harrison, uma produção francesa sobre um fotógrafo de guerra que é declarado morto, fazendo com que sua mulher parta para a Iugoslávia em sua busca e mergulhe na dura realidade do conflito.

O ator protagonizou Love the Hard Way em 2001. É a história de um pequeno ladrão que conhece uma moça e a leva para descobrir o mundo do crime, enquanto esta tenta lhe ensinar o valor da vida e do amor. Na França integra também, no mesmo ano, o elenco de O Enigma do Colar, um drama de época sobre uma mulher, Jeanne de la Motte-Valois (Hilary Swank), uma jovem que vive na França em pleno século XVIII, pouco antes do início da Revolução Francesa. Ela vive com uma família adotiva, já que sua família verdadeira, oriunda da nobreza do país, fora deixada sem dinheiro e sem nome quando ela ainda era uma criança. Agora Jeanne decide deixar sua atual família para reconquistar seu nome e sua posição na sociedade, mas para isto precisará enfrentar intrigas, desonestidade e lidar com um colar de diamantes que está no centro de tudo.
Em 2002, começou trazendo Adrien em Dummy – Um Amor Diferente onde interpretou um ventríloquo que desenvolve uma bonita amizade com uma garota problemática (personagem de Milla Jovovich) que tem o sonho de ser cantora. Surge depois o aclamado O Pianista.



O Pianista expôs de vez o ator para o mundo e consagrou a sua carreira. Para interpretar Wladyslaw Szpilman (personagem real) nesse drama do famoso diretor Roman Polanski, Adrien teve que explorar todo o seu potencial e se submeter a uma profunda preparação, tendo que aprender a executar no piano peças do compositor Chopin e perder cerca de 15 kg de seu já modesto porte físico. A performance do ator como o pianista polonês que tem que fugir da fúria da Segunda Guerra Mundial se escondendo nos destroços de Varsóvia foi uma bem sucedida amostra do seu talento, esforço e dedicação, lhe rendendo um Oscar de melhor ator (desbancando Richard Dreyfuss na posição de mais jovem vencedor do prêmio nessa categoria) e um prêmio César (prêmio francês equivalente ao Oscar). Na ocasião do sucesso de O Pianista, Adrien declarou :"levei 17 anos e meio para me tornar um sucesso da noite para o dia".





Participou de The Singing Detective encarnando um papel mais modesto. O filme é uma mistura de comédia e musical e conta a história de um escritor que, isolado em um hospital, começa a reviver a trama de seu primeiro livro em suas alucinações. A trama ainda contou com Robert Downey Jr. e Mel Gibson no elenco. No ano seguinte, volta a interpretar um papel complexo, o desequilibrado Noah, em A Vila, suspense do aclamado diretor M. Night Shyamalan. O filme, cuja publicidade foi focada em não revelar a surpresa do final, dividiu a opinião da crítica ao contar a história de uma sociedade envolta no mistério da existência de sinistras criaturas na floresta que a cercava.Adrien continuou engatando uma produção atrás da outra, com dois projetos concluídos em 2005. Camisa de Força, em que vive Jack Starks, um veterano de guerra que é diagnosticado com amnésia, preso numa clínica e submetido a um tratamento em que é posto em uma camisa de força e trancado numa gaveta de cadáveres e King Kong, terceira versão filmada da história da atriz que desperta uma estranha atração num gorila gigantesco habitante de uma ilha envolta em brumas no meio do oceano, onde interpreta o roteirista Jack Driscoll. Adrien foi dirigido por Peter Jackson (da trilogia "O Senhor dos Anéis") nessa produção que foi o um dos sucessos de bilheteria do ano de 2005.

Em 2006 Adrien filma Hollywoodland no Canadá, onde faz um detetive que investiga o possível assassinato do ator que interpretava o Super-Homem numa série de TV. Este filme foi baseado em fatos reais, e até hoje não se sabe se houve realmente crime ou suicídio.
Adrien passa alguns meses na Espanha em 2007, filmando Manolete, biografia do mais famoso toureiro espanhol dos anos 1940. Reverenciado na Espanha, Manolete morre pouco depois de ser atingido por um touro durante uma apresentação. Pouco depois vem The Darjeeling Limited, filmado na Índia, cujo enredo mostra a reaproximação de 3 irmãos durante uma viagem que se torna uma jornada espiritual. Neste mesmo ano Adrien filma, desta vez em Montenegro, The Brothers Bloom, onde encarna um golpista.

Filmografia

2011 - Detachment
2011 - Meia-noite em Paris
2010 - The Experiment (br: Detenção)
2010 - "Wrecked"
2010 - Predators
2009 - Splice
2008 - Cadillac Records
2007 - The Brothers Bloom
2007 - The Darjeeling Limited (br / pt: A Viagem para Darjeeling)
2007 - Manolete
2006 - Hollywoodland (br: Hollywoodland - Bastidores da Fama)
2005 - King Kong (br / pt: King Kong)
2005 - The Jacket (br: Camisa de Força)
2004 - The Village (br / pt: A vila)
2003 - The Singing Detective
2002 - The Pianist (br / pt: O pianista)
2002 - Dummy (br: Dummy - Um amor diferente)
2001 - The Affair of the Necklace (br: O enigma do colar)
2001 - Love the Hard Way
2000 - Harrison's Flowers (br: O Resgate de Harrison)
2000 - Bread and Roses (br: Pão e Rosas)
1999 - Liberty Heights (br: Ruas da liberdade)
1999 - Oxygen (br: 24 horas para morrer)
1999 - Summer of Sam (br: O verão de Sam)
1998 - The Thin Red Line (br: Além da linha vermelha)
1998 - Restaurant
1998 - The Undertaker's Wedding (br: Um casamento e um funeral)
1997 - Six Ways to Sunday
1997 - The Last Time I Committed Suicide (br: Sem limite)
1996 - Bullet (br: Bullet)
1996 - Solo (br: Projeto Solo)
1995 - Ten Benny / Nothing to Lose
1994 - Jailbreakers (br: Ambição assassina) (TV)
1994 - Angels in the Outfield (br: Os anjos entram em campo)
1993 - King of the Hill (br: O inventor de ilusões)
1991 - The Boy Who Cried Bitch
1989 - New York Stories (br: Contos de Nova York)
1988 - Home at Last (TV)

Prêmios e indicações

Independent Sipirit Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator" por Restaurant (1998).
Vallenciennes Intl Festival of Action and Adventure Films (França)
Venceu na categoria de "Melhor Ator", por Love the Hard Way (2001).
Europian Film Awards
Indicação por O Pianista na categoria de "Melhor Ator - Drama" (2002).
Boston Society of Film Critics Awards (EUA)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
Online Film Critics Society Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
Polish Film Awards (Polônia)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
Screen Actors Guild Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
Chicago Film Critics Association Awards (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator", por O Pianista (2002).
César (França)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
Globos de Ouro (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
National Society of Film Critics Awards (EUA)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
Óscar (EUA)
Venceu na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).
BAFTA (EUA)
Indicação na categoria de "Melhor Ator" por O Pianista (2002).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:07

Adriano Reys

Segunda-feira, 23.09.13

 Adriano Reys
Adriano Antônio de Almeida mais conhecido como Adriano Reys (Rio de Janeiro, 20 de julho de 1934 — Rio de Janeiro, 20 de novembro de 2011  foi um ator brasileiro.


apenas 19 anos, estreou no cinema, no filme Os Três Recrutas (1953). Na mesma época, pisou os palcos pela primeira vez, na peça Cupim, contracenando com Oscarito, Margot Louro e Miriam Terezinha.
De sua carreira cinematográfica, destacam-se Tiradentes, o Mártir da Independência (1977) (de Geraldo Vietri) e Menino do Rio (1982), de Antônio Calmon. Foi dirigido também por Domingos de Oliveira, em Todas as Mulheres do Mundo (1966), e Carlos Manga, em A Dupla do Barulho (1953), entre outros.

Seu primeiro trabalho em televisão foi em 1970, na telenovela E Nós Aonde Vamos?. No mesmo ano, fez também Pigmalião 70 (1970). Depois, vieram Bel-Ami (1972), A Viagem (1975) e Éramos Seis (1977), todas na TV Tupi de São Paulo. Transferido para a TV Globo, atuou em Ciranda de Pedra (1981), Sétimo Sentido (1982), Final Feliz (1982), Ti Ti Ti (1985), Vale Tudo (1988), Barriga de Aluguel (1990) e Mulheres de Areia (1993), entre outras.

Em uma breve passagem pela TV Bandeirantes, contracenou com Betty Faria em A Idade da Loba (1995).
Afastou-se por oito anos da TV, para retornar, pela Globo, em Kubanacan (2003) e A Lua me Disse (2005). No ano seguinte, voltou à Bandeirantes, atuando em Paixões Proibidas.
Em agosto de 2009, foi ao ar seu último trabalho na televisão: Promessas de Amor, na TV Record. Antes, na mesma emissora, já havia participado da terceira fase de Mutantes — Caminhos do Coração.
Morreu em novembro de 2011 no Hospital Copa D'Or, no Rio de Janeiro, onde estava internado havia 10 dias para tratamento de câncer no fígado e no peritônio.

Atuação

 No cinema
1987 - A Menina do Lado
1982 - Menino do Rio
1981 - O Sequestro
1976 - Tiradentes, o Mártir da Independência
1974 - Gente Que Transa
1972 - Uma abelha na chuva
1971 - Paixão na praia
1967 - Garota de Ipanema
1966 - Todas as Mulheres do Mundo
1965 - No tempo dos bravos
1962 - As sete Evas
1962 - Os apavorados
1959 - Aí vêm os cadetes
1956 - O golpe

1955 - Angu de caroço
1955 - Leonora dos sete mares
1954 - Malandros em quarta dimensão
1953 - A dupla do barulho (como Adriano de Almeida)
1953 - Três recrutas
1953 - É pra casar?

Na televisão
2009 - Mutantes - Promessas de Amor .... Antônio "Tonho" Cordeiro
2006 - Paixões proibidas .... Padre Bernardo
2005 - A lua me disse .... Bandeira Dois (participação especial)
2003 - Kubanacan .... Pitágoras
1999 - Tiro e Queda .... médico
1998 - Do fundo do coração .... Raul
1997 - Canoa do Bagre .... Raul
1995 - A idade da loba .... Pedro Antônio Montenegro
1994 - Quatro por quatro .... Meirelles
1993 - Mulheres de areia .... Oswaldo Sampaio
1990 - Barriga de Aluguel .... Dr. Alvaro Barone
1990 - Cortina de vidro .... William
1988 - Vale tudo .... Renato Filipelli
1986 - Selva de pedra - Promotor público
1985 - Ti Ti Ti .... Adriano
1984 - Santa Marta Fabril S.A.

1984 - Amor com amor se paga .... Vinicius
1983 - Parabéns pra você .... Tiago
1982 - Final feliz .... Leandro
1982 - Sétimo sentido .... Jean Pierre Renard
1981 - Ciranda de pedra .... Natércio Prado
1979 - Como salvar meu casamento .... Pedro
1978 - O direito de nascer .... Jorge Luiz


1977 - Éramos seis .... Felício
1976 - O julgamento .... Ivan
1976 - Papai coração .... Estêvão
1975 - A viagem .... Raul
1975 - Ovelha negra .... Victor
1974 - Ídolo de pano .... Wilson
1974 - Os inocentes .... doutor Mário
1973 - Rosa-dos-ventos .... professor Antônio Carlos
1972 - Bel-Ami .... Bel-Ami
1971 - O preço de um homem .... Mário
1970 - Pigmalião 70 .... Juan Carlos
1970 - E nós aonde vamos?
1961 - Adeus às armas



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:06

Adriano Reys

Segunda-feira, 23.09.13

 Adriano Reys
Adriano Antônio de Almeida mais conhecido como Adriano Reys (Rio de Janeiro, 20 de julho de 1934 — Rio de Janeiro, 20 de novembro de 2011  foi um ator brasileiro.


apenas 19 anos, estreou no cinema, no filme Os Três Recrutas (1953). Na mesma época, pisou os palcos pela primeira vez, na peça Cupim, contracenando com Oscarito, Margot Louro e Miriam Terezinha.
De sua carreira cinematográfica, destacam-se Tiradentes, o Mártir da Independência (1977) (de Geraldo Vietri) e Menino do Rio (1982), de Antônio Calmon. Foi dirigido também por Domingos de Oliveira, em Todas as Mulheres do Mundo (1966), e Carlos Manga, em A Dupla do Barulho (1953), entre outros.

Seu primeiro trabalho em televisão foi em 1970, na telenovela E Nós Aonde Vamos?. No mesmo ano, fez também Pigmalião 70 (1970). Depois, vieram Bel-Ami (1972), A Viagem (1975) e Éramos Seis (1977), todas na TV Tupi de São Paulo. Transferido para a TV Globo, atuou em Ciranda de Pedra (1981), Sétimo Sentido (1982), Final Feliz (1982), Ti Ti Ti (1985), Vale Tudo (1988), Barriga de Aluguel (1990) e Mulheres de Areia (1993), entre outras.

Em uma breve passagem pela TV Bandeirantes, contracenou com Betty Faria em A Idade da Loba (1995).
Afastou-se por oito anos da TV, para retornar, pela Globo, em Kubanacan (2003) e A Lua me Disse (2005). No ano seguinte, voltou à Bandeirantes, atuando em Paixões Proibidas.
Em agosto de 2009, foi ao ar seu último trabalho na televisão: Promessas de Amor, na TV Record. Antes, na mesma emissora, já havia participado da terceira fase de Mutantes — Caminhos do Coração.
Morreu em novembro de 2011 no Hospital Copa D'Or, no Rio de Janeiro, onde estava internado havia 10 dias para tratamento de câncer no fígado e no peritônio.

Atuação

 No cinema
1987 - A Menina do Lado
1982 - Menino do Rio
1981 - O Sequestro
1976 - Tiradentes, o Mártir da Independência
1974 - Gente Que Transa
1972 - Uma abelha na chuva
1971 - Paixão na praia
1967 - Garota de Ipanema
1966 - Todas as Mulheres do Mundo
1965 - No tempo dos bravos
1962 - As sete Evas
1962 - Os apavorados
1959 - Aí vêm os cadetes
1956 - O golpe

1955 - Angu de caroço
1955 - Leonora dos sete mares
1954 - Malandros em quarta dimensão
1953 - A dupla do barulho (como Adriano de Almeida)
1953 - Três recrutas
1953 - É pra casar?

Na televisão
2009 - Mutantes - Promessas de Amor .... Antônio "Tonho" Cordeiro
2006 - Paixões proibidas .... Padre Bernardo
2005 - A lua me disse .... Bandeira Dois (participação especial)
2003 - Kubanacan .... Pitágoras
1999 - Tiro e Queda .... médico
1998 - Do fundo do coração .... Raul
1997 - Canoa do Bagre .... Raul
1995 - A idade da loba .... Pedro Antônio Montenegro
1994 - Quatro por quatro .... Meirelles
1993 - Mulheres de areia .... Oswaldo Sampaio
1990 - Barriga de Aluguel .... Dr. Alvaro Barone
1990 - Cortina de vidro .... William
1988 - Vale tudo .... Renato Filipelli
1986 - Selva de pedra - Promotor público
1985 - Ti Ti Ti .... Adriano
1984 - Santa Marta Fabril S.A.

1984 - Amor com amor se paga .... Vinicius
1983 - Parabéns pra você .... Tiago
1982 - Final feliz .... Leandro
1982 - Sétimo sentido .... Jean Pierre Renard
1981 - Ciranda de pedra .... Natércio Prado
1979 - Como salvar meu casamento .... Pedro
1978 - O direito de nascer .... Jorge Luiz


1977 - Éramos seis .... Felício
1976 - O julgamento .... Ivan
1976 - Papai coração .... Estêvão
1975 - A viagem .... Raul
1975 - Ovelha negra .... Victor
1974 - Ídolo de pano .... Wilson
1974 - Os inocentes .... doutor Mário
1973 - Rosa-dos-ventos .... professor Antônio Carlos
1972 - Bel-Ami .... Bel-Ami
1971 - O preço de um homem .... Mário
1970 - Pigmalião 70 .... Juan Carlos
1970 - E nós aonde vamos?
1961 - Adeus às armas



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:06

Adriano Garib

Segunda-feira, 23.09.13

  Adriano Garib
Adriano Garib (Gália ) é um ator brasileiro.
Sua carreira no teatro foi iniciada em Bauru, no começo da década de 80. Após fazer algumas peças com Paulo Neves, se mudou para Londrina (PR) para cursar jornalismo na UEL (Universidade Estadual de Londrina), lá, integrou o Grupo Delta de Teatro, um dos principais da cidade e também a Companhia Armazém de Teatro, dirigida por Paulo de Morais que revelou atores como Dan Stulbach e Patrícia Selonk.

Como jornalista trabalhou de repórter para a TV Tropical da rede CNT . Também compôs letras e canções para artistas Londrinenses como o grupo Karadrás onde foi vocalista e para o guitarrista e compositor paulistano Bruka Lopes.
Adriano Garib 2012
Carreira

 Na televisão
2011 - Vidas em Jogo .... Edimilson
2011 - Insensato Coração .... Fonseca
2010 - Passione .... Emerson
2010 - Malhação ID .... policial
2010 - Cama de Gato .... promotor no julgamento de Alcino
2009 - Caminho das Índias .... advogado
2009 - Força-Tarefa .... Investigador Paulinho Taka
2009 - Caras & Bocas .... funcionário da Conti
2009 - A Lei e o Crime .... Setubal
2009 - Maysa - Quando Fala o Coração .... Roberto Côrte Real
2008 - O Natal do Menino Imperador .... Embaixador

2008 - Casos e Acasos .... Antônio
2008 - A Grande Família .... Ator da novela em que Gabriela Bárbara atua
2007 - Duas Caras .... Silvano
2007 - Paraíso Tropical .... Péricles
2007 - Amazônia, de Galvez a Chico Mendes .... advogado
2007 - Pé na Jaca! .... Salomão
2006 - O Profeta .... Onofre
2006 - Malhação .... Nogueira
2006 - JK .... Gadelha
2005 - A Lua Me Disse .... Dario Cotrim
2004 - Um Só Coração .... Osório César
2003 - A casa das sete mulheres .... Caramuru
2002 - O Quinto dos Infernos .... marido de Eugênia
2001 - Brava Gente .... Casimiro
1999 - Chiquinha Gonzaga .... Coategipe
1998 - Você Decide .... Ivo
1996 - Salsa e Merengue .... Juarez

No teatro
O Mundo dos Esquecidos
Antônio e Cleópatra
A Tempestade
Rei Lear
Péricles, Príncipe de Tiro
Toda Nudez Será Castigada
[editar]No Cinema
2008 - Meu Nome Não É Johnny .... Delegado
2010 - Tropa de Elite 2 .... Guaracy

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:04

Adriano Garib

Segunda-feira, 23.09.13

  Adriano Garib
Adriano Garib (Gália ) é um ator brasileiro.
Sua carreira no teatro foi iniciada em Bauru, no começo da década de 80. Após fazer algumas peças com Paulo Neves, se mudou para Londrina (PR) para cursar jornalismo na UEL (Universidade Estadual de Londrina), lá, integrou o Grupo Delta de Teatro, um dos principais da cidade e também a Companhia Armazém de Teatro, dirigida por Paulo de Morais que revelou atores como Dan Stulbach e Patrícia Selonk.

Como jornalista trabalhou de repórter para a TV Tropical da rede CNT . Também compôs letras e canções para artistas Londrinenses como o grupo Karadrás onde foi vocalista e para o guitarrista e compositor paulistano Bruka Lopes.
Adriano Garib 2012
Carreira

 Na televisão
2011 - Vidas em Jogo .... Edimilson
2011 - Insensato Coração .... Fonseca
2010 - Passione .... Emerson
2010 - Malhação ID .... policial
2010 - Cama de Gato .... promotor no julgamento de Alcino
2009 - Caminho das Índias .... advogado
2009 - Força-Tarefa .... Investigador Paulinho Taka
2009 - Caras & Bocas .... funcionário da Conti
2009 - A Lei e o Crime .... Setubal
2009 - Maysa - Quando Fala o Coração .... Roberto Côrte Real
2008 - O Natal do Menino Imperador .... Embaixador

2008 - Casos e Acasos .... Antônio
2008 - A Grande Família .... Ator da novela em que Gabriela Bárbara atua
2007 - Duas Caras .... Silvano
2007 - Paraíso Tropical .... Péricles
2007 - Amazônia, de Galvez a Chico Mendes .... advogado
2007 - Pé na Jaca! .... Salomão
2006 - O Profeta .... Onofre
2006 - Malhação .... Nogueira
2006 - JK .... Gadelha
2005 - A Lua Me Disse .... Dario Cotrim
2004 - Um Só Coração .... Osório César
2003 - A casa das sete mulheres .... Caramuru
2002 - O Quinto dos Infernos .... marido de Eugênia
2001 - Brava Gente .... Casimiro
1999 - Chiquinha Gonzaga .... Coategipe
1998 - Você Decide .... Ivo
1996 - Salsa e Merengue .... Juarez

No teatro
O Mundo dos Esquecidos
Antônio e Cleópatra
A Tempestade
Rei Lear
Péricles, Príncipe de Tiro
Toda Nudez Será Castigada
[editar]No Cinema
2008 - Meu Nome Não É Johnny .... Delegado
2010 - Tropa de Elite 2 .... Guaracy

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:04








comentários recentes




subscrever feeds