Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ANDREW CUNANAN(SERIAL KILLER)

Segunda-feira, 20.01.14

Andrew Cunanan

Andrew Phillip Cunanan (31 de agosto de 1969 — 23 de julho de 1997) foi um assassino em série que matou pelo menos cinco pessoas, incluindo o estilista de moda Gianni Versace, em 15 de julho de 1997. Sete dias depois, suicidou-se com um tiro no rosto.1 Em 12 de junho de 1997, tornou-se o 449 fugitivo na lista dos Dez foragidos mais procurados pelo FBI.

História

Antes dos assassinatos, Cunanan era um garoto de programa bem-educado e inteligente que atendia ricos clientes do sexo masculino ele também esteve envolvido em pequenos furtos e tráfico de drogas. O primeiro assassinato conhecido foi o de seu amigo Jeffrey Trail, um ex-oficial naval da Marinha dos Estados Unidos, ex-vendedor de propano e gerente de empresas, possivelmente um ex-amante, em 25 de abril de 1997, em Minneapolis. A próxima vítima foi o arquiteto David Madson, que foi encontrado na costa leste de Rush City perto do Lake Rush, Minnesota, em 29 de abril de 1997, com ferimentos de bala na cabeça, Madson era um ex-namorado de Cunanan. A polícia encontrou uma conexão, porque o corpo de Trail foi encontrado no sótão de um apartamento que pertencia a Madson em Minneapolis.

 Imprevisível, Cunanan foi a Chicago, onde matou o milionário Lee Miglin, de 72 anos, poucos dias depois. Miglin teve seu rosto embrulhado com fita adesiva. Depois, foi golpeado com tesouras e teve sua garganta cortada com uma serra de jardinagem. Trata-se de um crime sádico visando à excitação sexual, motivo clássico dos assassinos em série. Cinco dias depois, Cunanan, que pegou o carro Miglin, encontrou a quarta vítima em Pennsville, Nova Jersey, no ponto do Finn’s National Cemetery, matando o coveiro William Reese de 45 anos em 9 de maio de 1997. Após este assassinato, houve o primeiro contato de uma testemunha, o que fez o FBI o acrescentar na sua lista dos dez mais procurados. O matador fugiu com o caminhão de Reese e seguiu para Nova York. De lá ele se escondeu em Miami Beach, Flórida, por dois meses até seu próximo assassinato.

Ele usou até mesmo seu próprio nome para penhorar um item roubado, mesmo sabendo que a polícia rotineiramente verifica registros de casas de penhores sobre mercadorias roubadas. Finalmente, Cunanan assassinou o famoso estilista italiano Gianni Versace que vestia algumas das pessoas mais famosas do mundo, como a princesa Diana e a popstar Madonna, em 15 de julho de 1997 em um dos mais famosos assassinatos do século XX. Versace foi assassinado em plena luz do dia, na frente de sua casa, naquilo que parece ter sido um assassinato planejado cuidadosamente. O estilista italiano Gianni Versace, de 50 anos, foi atingido com dois tiros fatais na nuca à queima-roupa na porta de sua mansão em South Beach. Versace, natural de Reggio Calabria (sul da Itália), foi baleado quando voltava para casa depois de ter comprado o jornal e tomado café no famoso News Café, que fica a uns 500 metros de sua casa. Há quem diga que Cunanan assassinou o estilista italiano porque representava o homem famoso, rico e popular que ele gostaria de ser.

Mas o mistério continua. Ninguém sabe ao certo as razões que o levaram a matar Gianni Versace. Oito dias após o assassinato de Versace, em 23 de julho de 1997, a policia montou um cerco que durou mais de quatro horas à uma luxuosa mansão ancorada num canal em Miami Beach. Sob o olhar de mais de 100 policiais, entre eles equipes da SWAT com escudos e armamento pesado, agentes do FBI tentaram sem sucesso, com megafones, iniciar negociações com Andrew Cunanan só depois de uma saraivada de bombas de gás lacrimogêneo, a polícia se atreveu a invadir o lugar. Cunanan foi encontrado estirado numa cama, ele matou-se com um tiro na boca no quarto andar, onde estava escondido.

Ele foi alvo de "uma das maiores caçadas humanas da história", segundo disse em Washington a procuradora-geral, Janet Reno. A arma usada por Cunanan nos assassinatos e mesmo no seu suicídio foi uma pistola semi-automática Taurus PT 100, calibre .40 S&W que pertenceu a Jeff Trail. Na época dos crimes, havia muita especulação da imprensa e do público que os motivos de Cunanan eram que ele tinha sido diagnosticado com HIV positivo, no entanto, uma autópsia revelou que ele não possuía o vírus. A polícia vasculhou a casa flutuante onde Cunanan morreu a fim de encontrar as causas de sua matança. No entanto, Cunanan deixou para trás poucos pertences pessoais, os investigadores se surpreenderam, dada a sua reputação de aquisição de dinheiro e posses caras vindas de homens ricos mais velhos. A polícia não considerou nada muito importante para ser registrado, exceto muitos tubos de creme de hidrocortisona e uma coleção bastante extensa de livros de C. S. Lewis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 12:06

ZILKA SALABERRY(A ETERNA DONA BENTA)

Segunda-feira, 20.01.14

Zilka Salaberry

Zilka Sallaberry (Rio de Janeiro, 31 de maio de 1917 — Rio de Janeiro, 11 de março de 2005) foi uma atriz brasileira.


Obteve grande sucesso com personagens de telenovelas, como a Sinhana de Irmãos Coragem, Donana Medrado de O Bem Amado e a Dona Benta do Sítio do Pica-Pau Amarelo, papel que mais marcaria sua carreira. Devido à sua atuação neste seriado infantil, Zilka passou a fazer parte da infância de várias gerações de brasileiros, sendo sempre reconhecida pelo público como a Vovó Benta.

De família de artistas, era filha da atriz e radialista, Luísa Nazareth, e irmã das atrizes, Alair Nazareth e Lourdes Mayer. Foi casada com o ator Mario Sallaberry.
Formada em Economia, não exerceu a profissão. Após seu casamento com Mario Sallaberry, que era ator, ela foi para o teatro, adotando o sobrenome Sallaberry. Estreou no Teatro Municipal de Niterói, com um pequenino papel. Gostou e se emocionou muito.

Depois, ingressou na Companhia de Procópio Ferreira; a seguir, na Companhia de Dulcina de Morais. Seus papéis foram melhorando, fazendo importantes peças, sempre mais comédias do que dramas. Trabalhou também com Alda Garrido e com Dercy Gonçalves.
Estreou como atriz profissional no filme Cidade-mulher (1936), de Humberto Mauro. Transgressora dos costumes, foi a primeira a tirar a roupa no teatro, em 1950, na peça A Copa do Mundo. Quando ela tirava o maiô, as luzes se apagavam.


Na televisão, estreou em 1956, na extinta TV Tupi do Rio de Janeiro, no programa Câmera Um. No ano seguinte atuou na telenovela A canção de Bernadete.
Durante dez anos, participou do Teatrinho Trol, programa que adaptava contos infantis: cabia a Zilka sempre o papel de bruxa.


Depois de passar pela TV Rio e voltar à TV Tupi, Zilka chegou à TV Globo em 1967, estreando na telenovela A Rainha Louca. Nesta emissora, realizou seus trabalhos mais importantes, como Irmãos Coragem, O Bem-amado, O Casarão, Que Rei Sou Eu?, O Primo Basílio e Vale Tudo.
Seu último papel na TV foi em Esperança (2002), de Benedito Ruy Barbosa, ano em que também atuou no filme Xuxa e os Duendes

No cinema 

Obs: cinematografia incompleta
1965 - Society em Baby-Doll1
2001 - Xuxa e os Duendes - Cléo
2002 - Xuxa e os Duendes 2 - No Caminho das Fadas - Cléo
Na televisão
Teatro

1957 - Adorável Júlia
1959 - O Mambembe
1959 - O Cristo Proclamado
1960 - Com a Pulga Atrás da Orelha
1960 - O Velho Ciumento
1961 - O Médico Volante
1961 - Os Ciúmes de Um Pedestre
1962 - Beijo no Asfalto
1964 - O Homem, a Besta e a Virtude
1970 - A Preguiça
1971 - O Camarada Miussov




Telenovelas 
1957 - A Canção de Bernadete
1963 - Pouco Amor não é Amor
1964 - O Acusador
1965 - Rosinha do Sobrado - Maria
1967 - A Rainha Louca - Marquesa Jazira
1967/1968 - Sangue e Areia - Liana
1969 - A Ponte dos Suspiros - Clara
1969 - A Última Valsa - Lorena
1969/1970 - Véu de Noiva - Tia Cora
1970 - Irmãos Coragem - Sinhana Coragem
1971/1972 - O Homem que Deve Morrer - Bárbara
1972/1973 - O Bofe - Carlota Vidigal
1973 - O Bem-amado - Donana Medrado
1974 - Supermanoela - Carolina
1974/1975 - Corrida do Ouro - Kiki Vassourada
1975 - Senhora - Firmina Mascarenhas
1976 - O casarão - Mercedes
1988/1989 - Vale Tudo - Ruth
1989 - Que Rei Sou Eu? - Gaby
1990/1991 - Araponga - Dona Marocas
1998 - Corpo Dourado - Irmã Celeste
1998 - Pecado Capital - Bá
Minisséries[editar]
1986 - Memórias de um Gigolô - Bianca Perla
1988 - O primo Basílio - Vitória Soares
1992 - Teresa Batista - Veneranda
1995 - Engraçadinha... Seus Amores e Seus Pecados - Tia Ceci
Seriados[editar]
1956 - Teatrinho Trol - Vários Personagens
1961 - Pluft, o Fantasminha - Pandora
1972 - Meu Primeiro Baile - Emilia
1977-1986 - Sítio do Picapau Amarelo - Dona Benta
1988 - Tarcísio e Glória - Dona Neném
1995-1999 - Você Decide - Ela mesma

 
 Participações Especiais 

1964 - Vitória
1964 - Sonho de Amor
1983 - Parabéns pra Você - Cartomante
1986 - Cambalacho - Juíza
1987 - O outro - Cigana
1989 - Top Model - Dona Virgínia(antiga governanta dos Kundera na casa de Petrópolis)
1995 - Irmãos Coragem
2000 - Bambuluá - Fada Madrinha
2000 - Zorra Total - Mãe de Santinha
2002 - Esperança - vizinha italiana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 12:00