Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



FIRESTORM 2011-2013(NOVOS 52)

Quarta-feira, 24.09.14
Firestorm 001
FIRESTORM 2011-2013(NOVOS 52)
Firestorm 002
Firestorm 003
Firestorm 04
Firestorm 005
Firestorm 006
Firestorm 007
Firestorm 008
Firestorm 009
Firestorm 010
Firestorm 011
Firestorm 012
Firestorm 013
Firestorm 014
Firestorm 015
Firestorm 016
Firestorm 017
Firestorm 018
Firestorm 019
Firestorm 020

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:03

FIRESTORM 2011-2013(NOVOS 52)

Quarta-feira, 24.09.14
Firestorm 001
FIRESTORM 2011-2013(NOVOS 52)
Firestorm 002
Firestorm 003
Firestorm 04
Firestorm 005
Firestorm 006
Firestorm 007
Firestorm 008
Firestorm 009
Firestorm 010
Firestorm 011
Firestorm 012
Firestorm 013
Firestorm 014
Firestorm 015
Firestorm 016
Firestorm 017
Firestorm 018
Firestorm 019
Firestorm 020

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:03

Filipe (apóstolo)

Quarta-feira, 24.09.14

Filipe (apóstolo)

São Filipe foi um apóstolo de Cristo e mártir. Diz a tradição, através de Eusébio de Cesareia, que era casado, tinha duas filhas e teria realizado muitos milagres, inclusive revivido - não ressuscitado, assim como com Lázaro - um defunto em Hierápolis.

Também diz a tradição que Filipe pregou o Evangelho na Palestina, Grécia e na Ásia Menor, onde, se diz, morreu crucificado e, a seguir, apedrejado no ano 80 d.C. em Hierápolis, na Frígia.
Filipe era natural de Betsaida, uma cidade da Galileia (João 1:44).

De acordo com o Evangelho segundo João (1:43), diz-se que Filipe foi chamado por Jesus para ser seu seguidor e que foi ele quem apresentou Natanael a Cristo.
Não deve ser confundido com Filipe, o Evangelista, missionário citado no livro dos Atos dos apóstolos.




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:00

Filipe (apóstolo)

Quarta-feira, 24.09.14

Filipe (apóstolo)

São Filipe foi um apóstolo de Cristo e mártir. Diz a tradição, através de Eusébio de Cesareia, que era casado, tinha duas filhas e teria realizado muitos milagres, inclusive revivido - não ressuscitado, assim como com Lázaro - um defunto em Hierápolis.

Também diz a tradição que Filipe pregou o Evangelho na Palestina, Grécia e na Ásia Menor, onde, se diz, morreu crucificado e, a seguir, apedrejado no ano 80 d.C. em Hierápolis, na Frígia.
Filipe era natural de Betsaida, uma cidade da Galileia (João 1:44).

De acordo com o Evangelho segundo João (1:43), diz-se que Filipe foi chamado por Jesus para ser seu seguidor e que foi ele quem apresentou Natanael a Cristo.
Não deve ser confundido com Filipe, o Evangelista, missionário citado no livro dos Atos dos apóstolos.




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 23:00

O MONSTRO DE FLORENÇA(SERIAL KILLER)

Quarta-feira, 24.09.14
p1
Monstro de Florença

O Monstro de Florença (em italiano: Mostro di Firenze) é o pseudônimo dado pelos meios de comunicação italianos ao autor ou aos autores duma série do oito duplos assassinatos cometidos na província de Florença entre 1968 e 1985. Por estos homicídios foram condenados em tempos diferentes os quatro homens locais: Stefano Mele, Pietro Pacciani, Mario Vanni, e Giancarlo Lotti; mas estas convicções têm sido criticadas na mídia, os críticos sugerem que o assassino(s) real(s) nunca fosse(m) identificado(s).
Pietro Pacciani-serial-killer
Modus operandi 

Todos os episódios tinham em comum o mesmo modus operandi do criminoso e a mesma arma usada, mas houve algumas exceções. Eram agredidos casais apaixonados, o assassino sempre atacava as vítimas quando estavam em um lugar solitário durante uma noite de Lua nova ou muito escura, quase sempre de verão, no fim de semana ou nos dias antes de feriados. Exceto para o último duplo homicídio, quando as vítimas estavam numa tenda, em todos os outros casos as vítimas eram agredidos dentro de carros.
Em todos os casos o criminoso utilizou a mesma pistola Beretta da série 70. Nos quatro casos cortou o púbis da vítima feminina.
The-Monster-of-Florence-396x600
As primeiras vítimas do “Monstro de Florença”, como o assassino se tornou conhecido, foi uma esposa adúltera e seu amante. Em 21 de agosto de 1968, eles foram mortos a tiros enquanto estavam no banco da frente de um carro estacionado na zona rural. No banco de trás, o filho da mulher de seis anos de idade, dormia tranquilo enquanto a mãe e o amante eram mortos. O marido da vítima foi condenado pelo assassinato e enviado para a prisão. O homem era inocente, como ficou claro seis anos mais tarde, quando o Monstro atacou novamente, matando um outro casal de maneira similar. Testes balísticos revelaram que o assassinato do segundo casal estava comprometido com os mesmos 22mm. Pistola automática Beretta. Em ambos os casos, o assassino usou balas de cobre distintivo de jaqueta Winchester produzido na Austrália na década de 1950.
Pasquale_Gentilcore_e_Stefania_Pettini
Havia um outro hiato nas mortes até 1981, quando dois casais foram baleados, novamente com a Beretta, a mesma que foi usada nas vítimas anteriores. A cada ano desde então, o Monstro de Florença assassinou casais que estacionaram ou acamparam em um raio de 19 quilômetros de Florença. O padrão foi quebrado apenas uma vez. Em 1983, dois jovens da Alemanha, deitados em uma barraca foram mortos a tiros com as balas da arma anterior. A polícia acredita que o assassino confundiu um dos jovens, que tinha longos cabelos loiros, com uma mulher.
Os assassinatos têm uma semelhança assustadora. Todos ocorreram em noites sem lua entre 10:00 e meia-noite. Em cada caso, a polícia acha que as vítimas do sexo masculino, foram mortas primeiro. As mulheres foram mortas logo em seguida com disparos por arma de fogo, com exceção do ataque de 1968, sexualmente mutiladas. Testes da polícia indicam que o agressor usava luvas de borracha cirúrgica durante a crimes.
the-monster-of-florence
Polícia admitir que eles são frustrados. Francesco diz Fleury, o promotor encarregado da investigação: “O homem poderia ser o seu vizinho de porta respeitável, um homem acima de qualquer suspeita”. As autoridades achavam que tinham uma vantagem de no ano de 2004. Em 08 de setembro, dois turistas franceses acampados em uma barraca se tornaram as mais recente vítimas. O corpo da mulher foi cortado 100 vezes, e um dos seus seios foi cortado com um instrumento afiado. Um dia depois, a polícia recebeu um envelope endereçado com letras recortadas de um jornal. Seu conteúdo grotesco: parte da genitália da mulher. Na manhã que os corpos foram descobertos, foram encontrados materiais cirúrgicos e uma bala similar com a dos crimes anteriores em frente a um hospital próximo ao local do crime. A proximidade da bala, e a possibilidade de que luvas cirúrgicas e um bisturi foram usados no assassinato, levou a polícia a interrogar os funcionários do hospital. Ninguém foi acusado, no entanto.

tumblr_lux5hmQfx01r13gsho1_400tumblr_lux5hmQfx01r13gsho4_250

Quatro homens locais, Stefano Mele, Pietro Pacciani, Mario Vanni e Giancarlo Lotti foram presos, acusados e condenados pelo crime em diferentes pontos no tempo. No entanto, estas convicções têm sido criticadas e ridicularizadas na mídia até hoje, os críticos sugerem que o verdadeiro assassino ou os assassinos nunca foram identificados. Vários outros suspeitos foram presos e mantidos em cativeiro em vários pontos, mas eles foram mais tarde libertados quando assassinatos subsequentes usando a mesma arma e os métodos de lançar dúvidas sobre a culpa dos suspeitos mantidos em cativeiro. té hoje os crimes são um mistério.

Monster_of_Florencemonster-of-florence-27

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 08:16