Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



BIOGRAFIA-JEROME BRUDOS(SERIAL KILLER)

Segunda-feira, 04.08.14
Jerome     A Voz Do Desmanipulador
Jerome Henry "Jerry" Brudos nascido 31 de janeiro de 1939 foi um serial killer e necrófilo americano, também conhecido como "O assassino luxurioso" e "O assassino com fetiche por sapatos”. Brudos nasceu em Webster, Dakota do Sul e era o caçula de quatro filhos. Sua mãe queria uma menina e teria vestido Brudos na roupa de menina. Ela também costumava depreciá-lo e tratá-lo mal, também batia freqüentemente nele. Quando era criança, Brudos e sua família se mudam para diferentes locais no noroeste do Pacífico, antes de se instalar em Salem, Oregon. Ele adquiriu um fetiche por sapatos de mulheres desde os cinco anos de idade, depois de brincar com sapatos de salto alto em um local ferro-velho local. Ele também teria tentado roubar os sapatos de sua professora da primeira série.
hqdefault
Ele também tinha um fetiche por roupas íntimas femininas e teria roubado roupas íntimas de vizinhas quando era criança. Ele passou seus anos de adolescente entrando e saindo de psicoterapia e hospitais psiquiátricos. Ele começou a perseguir mulheres quando era adolescente, derrubando ou bloqueando o caminho delas, batendo e deixando elas inconscientes e fugindo com seus sapatos. Aos 17 anos, ele seqüestrou e bateu em uma mulher jovem, ameaçando esfaqueá-la se ela não satisfizesse suas necessidades sexuais. Pouco depois de ser preso, ele foi levado para o Oregon State Hospital, e ficou lá durante nove meses. Lá descobriram que a fantasia sexual de Brudos girava em torno de seu ódio e vingança contra a mãe e as mulheres em geral. Ele também passou por uma avaliação psiquiátrica, e foi diagnosticado com esquizofrenia. Ainda fazendo tratamento, ele se formou no colégio com suaJerome   Brudosbrudos3  A Voz Do Desmanipuladorturma em 1957. Logo após a graduação, Brudos tornou-se um técnico em eletrônica. Em 1961, casou-se com uma de 17 anos de idade, com quem ele viria a ter dois filhos, e se estabeleceu no subúrbio de Salem Oregon. Ele pedia que sua jovem esposa fizesse os trabalhos domésticos sem usar roupas, exceto nos pés ele pedia que ela usasse sapatos de salto alto enquanto ele tirava fotos. Nessa época ele começou a reclamar de enxaqueca, dores de cabeça e de "apagões", seus sintomas só aliviavam quando ele saia a noite e atacava para roubar os sapatos e roupas íntimas femininas.
Jerome   Brudosbrudos  A Voz Do Desmanipulador
Ele mantinha os sapatos, as roupas íntimas, e por um tempo até os corpos de suas vítimas em uma garagem que ele não permitia que sua esposa entrasse sem antes anunciar a sua chegada em um porteiro eletrônico que ele instalou. Entre 1968 e 1969, Brudos espancou e estrangulou quatro mulheres jovens. A única prova inicial foi o testemunho de pessoas que teriam visto um grande homem vestido com roupas de mulheres. Na garagem de sua casa em Salem, Oregon, Brudos mantinha troféus de suas vítimas, dois pares seios amputados que eram usados como pesos de papel e o pé esquerdo de uma menina de 19 anos chamada Linda Slawson (sua primeira vítima fatal), que ele usava como modelo de um calçado que ele tinha roubado. Após cometer um assassinato, eleJerome   BrudosJerry Brudos  A Voz Do Desmanipuladorse vestia de salto alto e se masturbava. A polícia investigou vários locais e interrogou várias pessoas que os levaram a Brudos, que descreveu os assassinatos em detalhes. Ele confessou ter assassinado Linda Slawson, Jan Whitney, Karen Sprinker e Linda Salee, e foi condenado à prisão perpétua. Falando de suas vítimas, em 1968, Linda Slawson trabalhava para uma empresa de livros, indo de porta em porta vendendo enciclopédias. Em 26 de janeiro o seu percurso a levava para um bairro em Portland, Oregon. Algumas pessoas dizem que ela estava procurando outra casa quando acabou na casa errada, mas ninguém sabe o que realmente aconteceu, além da história contada pela pessoa que a encontrou. Ninguém nunca viu ou ouviu de Linda Slawson novamente.
Jerome   Brudosbrudos_jerome101  A Voz Do Desmanipulador
A companhia de livros não tinha registro de onde ela tinha ido nesse dia, assim os pedidos desesperados de busca feitos pela família Slawson não deram em nada. Conseguiram localizar o carro dela, abandonado, mas não acharam pistas sobre o que tinha acontecido com ela. Não havia sinal de luta e aparentemente nada faltava. O tempo foi passando e o caso dela foi esfriando. No entanto, o mistério seria revivido no ano seguinte, quando outras mulheres jovens foram desaparecendo. Em 26 de novembro de 1968, Jan Whitney, de 23 anos, desapareceu quando estava a caminho de casa para o feriado de Ação de Graças. Seu carro foi encontrado fora da estrada em uma área de acostamento perto de Albany, Oregon. Estava fechado, mas não havia sinal dela. Possivelmente uma falha mecânica fez ela ir procurar porJerome   Brudosbrudos2  A Voz Do Desmanipuladoralguém para ajudar. Esses eram dias que as meninas pediam carona livremente ao longo da West Coastand e os predadores percebiam como era fácil agarrá-las e matá-los sem que ninguém mais soubesse. Não houve ligações e assim como Slawson, ela apenas tinha desaparecido.Quatro meses depois, em 27 de março de 1969, Karen Sprinker Karen, de 19 anos, desapareceu. Ela iria para casa após a aula na faculdade e sua mãe esperava encontrá-la para almoçar em um restaurante do centro da cidade. Ela esperou uma hora e então começou a ficar preocupada. Karen nunca falhava os compromissos. Na verdade, foi descoberto que ela estacionou seu carro na garagem para a loja onde a mãe estava esperando. Mas o carro estava vazio e Karen nunca mais voltou para pegar ele. Os clientes da área disseram ter visto uma mulher muito alta e de aparência estranha na área. Uma testemunha disse que quando esta pessoa se aproximou, ela viu que era um homem travestido. Ele parecia bastante assustador, então as pessoas o evitavam.
Jerome   Brudosbrudos_jerome104  A Voz Do Desmanipulador
Não havia nenhuma razão para ligar os incidentes. Apenas quatro semanas mais tarde, Linda Salee, de 22 anos, parecia ter sido seqüestrado em um shopping center. Ela foi lá comprar um presente para seu namorado, mas não foi encontrá-lo naquela noite. Ela também não apareceu para trabalhar, e seu carro foi encontrado abandonado. Como nos outros casos, não havia nenhum sinal se a violência no carro ou de qualquer coisa estranha que pudesse ter acontecido. É claro, o namorado dela foi considerado suspeito, mas nada indicava que ele devesse continuar nessa condição. Nos dias seguintes de seu desaparecimento, nenhum sinal de Salee apareceu. A polícia estabeleceu uma linha de tempo, observando o fato de que todas as meninas tinham desaparecido na segunda metade de cada mês. E todas elas eram jovens mulheres brancas. Mas isso era tudo que os investigadores tinham. Até que restos humanos apareceram na rede de um pescador em um rio próximo. Dias depois foi descoberto que o corpo pertencia a Linda Salee. Continuando a revistar o TomJerome   Brudosbrudos1  A Voz Do DesmanipuladorLong River, ao sul de Corvallis, Oregon, foi encontrado um segundo corpo. Esse teve os peitos amputados e tinha enchimentos dentro do sutião. O corpo foi reconhecido pela mãe da vítima pelas roupas, e esse pertencia a Karen Sprinker. Novas revistas no rio não encontraram mais nada. As outras vítimas só foram encontradas após Burdos fornecer detalhes, sendo que Jan Whitney estava também sem seios. Enquanto preso, Brudos colecionou catálogos de calçados femininos em sua cela, ele escreveu para as principais empresas pedindo para eles, eles pararam de fornecer os catálogos quando associaram ele a pornografia. Ele apresentou inúmeros recursos, incluindo um na qual ele alegou que uma fotografia dele com uma vítima sua não poderia provar a sua culpa, pois não é pelo corpo de uma pessoa que ele foi condenado por assassinato. Brudos morreu na prisão em 28 de março de 2006, de Câncer de fígado.
Jerome   Brudosbrudos_jerome105  A Voz Do Desmanipulador
Jerome   Brudosvitimas  A Voz Do Desmanipulador

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por duronaqueda às 07:54


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.